A farsa mais monumental que foi feita para enganar o mundo e o povo da Venezuela


Os caixões de Hugo Chávez são diferentes !


AGENTE TENENTE Emili JHONSON TREVO (suposto nome) em Washington

  OFICIAL DO SERVIÇO SECRETO DA CASA BRANCA

  Dia interceptado 10/03/2013 - 11.57hrs Ref 098-0089-675-3-13


A verdade prevalece:a farsa mais monumental que foi feita para enganar o mundo e o povo da Venezuela.






O corpo do Presidente da Venezuela que faleceu em Cuba em 29 de dezembro de 2012 às 16h 45 , foi posteriormente embalsamado em 03 de janeiro de 2013 a um custo de 880 mil dólares pelos embalsamadores italianos Shcorfino e foi transferido em segredo de Cuba para a capela ardente do AM direto do aeroporto A Carlota, no dia 5 em vôo de avião da FAB ,e no outro vinha a sua família ,de acordo com as fontes dos serviços secretos norte-americanos e franceses a partir de suas estações na Jamaica e Granadinas. O Governo da Venezuela no entanto, a época anunciou que Chávez tinha chegado no hospital militar em 18 de fevereiro. 






O carro com o caixão falso de Chávez trafegou pelas ruas de Caracas em direção à Academia Militar por mais de sete horas durante o longo cortejo fúnebre na quarta-feira, os venezuelanos encheram as ruas de Caracas choraram diante de um caixão que não tinha o corpo embalsamado de Hugo Chávez.


É a versão de vários oficiais superiores do exército Bolivariano ,militares ativos,que possuem conhecimentos da transferência, e asseguram que o corpo do presidente venezuelano foi transportado de Cuba para o Forte Tiuna, no complexo de defesa, onde está a Academia Militar. A " troca" foi produzida no porão da instituição, quando lá chegou o falso o caixão no final da procissão. Foi a única vez que as câmeras de televisão não documentaram o evento.


A versão desses altos chefes militares, comunicada por eles para o diário ABC de Madrid, com pedido de anonimato, também confirmou a informação já noticiada por este jornal que Chávez morreu em Cuba e não em Caracas, como insiste o governo venezuelano.

O ENGANO da procissão é uma nova montagem do Governo da Venezuela, acrescentado a longa lista de mentiras que o Chavismo encheu nos últimos meses de vida de seu líder. Na verdade, o objetivo não era tanto para burlar as pessoas e sim o uso político. 

Na verdade, de acordo com as fontes que também incluem o serviço secreto israelense, Mossad, após a mudança no porão da Academia Militar, a segurança em torno do caixão se tornou mais rigorosa, sem permitir aproximação de ninguém no caminho . A partir daí tudo se tornou solene, sem o populismo confuso visto no passeio pela cidade.

Houve também a necessidade de conservação do cadáver. Depois de sete horas no calor de Caracas, entre 29-30 graus celcius .

É importante que as pessoas desse país, a Venezuela, tenham conhecimento que no dia 17 de outubro de 2012 depois que o presidente Chávez foi informado em Havana ,que restavam para ele não mais que 60 dias de vida, foi Trasportada 13 toneladas das reservas de ouro do Banco Central da Venezuela, em um avião russo que partiu do aeroporto A Carlota as 6:00h do dia 20 de Outubro até o aeroporto de Rancho Boyero em Cuba. Neste período ainda fizeram saques bancários das reservas internacionais no valor de 20  milhões de dólares que foram depositados no Banco Central de Cuba. 

Assim, as reservas do país, a Venezuela, tem agora apenas 1.200 milhões e, portanto, há restrição de divisas para importar as necessidades básicas de alimentos, medicamentos, autopeças, reagentes de laboratório e de equipamentos médicos, que gera uma grave escassez .Existe o risco do país que sofre com a falta de alimentos, de implodir uma situação de caos de grandes proporções ao longo dos próximos três meses.
FONTE:http://tururutururu.com/?p=5972

Comentários