MPE não será alvo de nenhuma ação do Sindicato dos Médicos de Alagoas



Nas entrevistas que concede à imprensa - diariamente é procurado por emissoras de rádio e repórteres de sites - o presidente do Sinmed, Wellington Galvão, tem dito sempre que o MPE/AL não cumpriu suas obrigações constitucionais de investigar as reiteradas denúncias encaminhadas pela entidade sobre o caos na saúde em Alagoas. 
E, por isso mesmo, já se referiu ao MPE/AL como "omisso" diversas vezes, afirmando que a instituição tem sempre se colocado ao lado do governo do Estado - cuja atual gestão é a mais irresponsável, inoperante, inexpressiva, apática, desastrosa da História recente de Alagoas. Adjetivos pejorativos não faltam para qualificar a "era teo vilela" sem receio algum de se estar cometendo alguma injustiça.
Porém, o Sinmed encontrou no MPE/AL pelo menos dois promotores comprometidos com suas funções - Micheline Tenório e Ubirajara Ramos. Eles até que tentaram fazer alguma coisa em relação às denúncias do Sindicato, mas de certo esbarraram nas instâncias superiores do MP. Uma pena.

Apesar da omissão e indisfarçada subserviência ao governo estadual, em prejuízo do cumprimento de suas funções constitucionais de defesa dos interesses da população (no caso, o direito à saúde), o MPE não será alvo de nenhuma ação do Sinmed. Não, o Sindicato não vai denunciar o MPE ao Conselho Nacional do Ministério Público.

Por enquanto, a luta vai continuar focada na solução da questão salarial e das condições de trabalho dos médicos da rede estadual de saúde. Essa batalha já tem sido dura o suficiente. Vamos seguir com ela, e ver o que acontece.

Comentários