Ofício encaminhado ao MP em 12/2012, anunciando a decisão da greve na área médica -SINMED ALAGOAS


Anexo 1 – Ofício ao MPE/AL




SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DE ALAGOAS - FILIADO À FEDERAÇÃO NACIONAL 
DOS MÉDICOS (FENAM) E À FEDERAÇÃO MÉDICA DO NORDESTE 


Maceió, 04 de Dezembro de 2012

Ao Ministério Público Estadual
Procuradoria-geral de Justiça de Alagoas
Ilmº Senhor
Eduardo Tavares Mendes
Procurador-Geral de Justiça
          
Senhor Procurador-Geral,
Reunidos em assembleia geral na noite desta segunda-feira (03), no Sindicato dos Médicos de Alagoas, os médicos da rede estadual de saúde decidiram entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir da próxima terça-feira (11), caso o governo não envie à Assembleia Legislativa Estadual o projeto de lei do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos da categoria.
Inicialmente, a intenção dos médicos era de paralisar as atividades ainda no decorrer desta semana, por entenderem que já foi dado tempo demais para que o governo encaminhe o projeto. Porém, acatando sugestão da diretoria, após reunião com o secretário de Gestão Pública, Alexandre Lages, os médicos decidiram esperar até segunda-feira (10) por alguma novidade.
Ainda conforme decisão da categoria, os atendimentos nos ambulatórios 24h (que já fecham nos finais de semana, à noite e em alguns turnos, por falta de médicos) serão suspensos integralmente, sendo mantidos 30% dos serviços essenciais (que envolvam risco de morte) no HGE, UE do Agreste, Santa Mônica, HDT, Hemoal e SAMU.  
Atenciosamente,

Wellington Moura Galvão
Presidente do Sinmed

Comentários