Capriles, o candidato que vai vencer o Chavismo



O advogado Henrique Capriles Radonski, participa pela segunda vez nas eleições presidenciais da Venezuela, que vão realizar-se no domingo, tendo como principal oponente Nicolás Maduro, o herdeiro político do Ex-Presidente Hugo Chávez.


Henrique Capriles licenciou-se em Direito na Universidade Católica Andrés Bello (1994), na qual ainda se especializou em Direito Económico em 1997 e obteve uma pós-graduação em Direito Tributário na Universidade Central da Venezuela e vários cursos de especialização em Amesterdão (Holanda), Itália e na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos.

O candidato em torno do qual se reuniu a oposição ao "chavismo" elogia os programas de assistência social criados pelo governo de Hugo Chávez e promete mantê-los e fortalecê-los para apoiar os jovens, idosos e as mulheres, mas quer o fim do "socialismo bolivariano" e defende o direito à propriedade privada, o fim das expropriações e nacionalizações de empresas estrangeiras, a liberdade de imprensa, a criação de empregos e o uso de recursos provenientes do petróleo para promover o desenvolvimento da Venezuela.

Católico praticante, Henrique Capriles, 40 anos, nasceu em Caracas a 11 de julho de 1972, é descendente de uma família judaica russo-polaca e bisneto de judeus que foram mortos pelos nazis no campo de extermínio de Treblinka, na Polónia.

Capriles é solteiro, sem filhos, mas com alguns namoros conhecidos e confessa que a sua "fraqueza" são as mulheres.

Capriles pertence a classe alta de Caracas, já que sua família, do lado paterno, é proprietária de meios de comunicação e empresas imobiliárias, entre outros interesses, e do lado materno, possuem um importante complexo de salas de cinema.

dn-pt

Comentários