CATEGORIA É TRATADA COMO INIMIGA






No Tribunal de Justiça existe a proposta de edição de uma súmula que, na prática, tem por finalidade a escravização dos médicos do serviço público. O Estado elegeu a classe médica como inimiga. O Ministério Público e o Poder Judiciário, que poderiam atuar como mediadores no impasse entre essas partes, também adotam postura de algozes dos médicos. O MP não apura as denúncias do Sinmed e ainda dá razão ao Estado. O Judiciário decreta a ilegalidade de todas as greves dos médicos, mesmo que os motivos sejam éticos e justos e ainda que tenham sido cumpridas todas as exigências legais para a deflagração das greves. Agora, só falta fechar o Sindicato e mandar prender todos os médicos. E, por favor, que isso não seja entendido como uma sugestão

Comentários