Chinês é sentenciado a tratamento psiquiátrico compulsório por "ser uma ameaça à segurança pública".



Um tribunal de Beijing condenou um paciente com distúrbio mental a tratamento médico compulsório depois que o suspeito empurrou um passageiro na frente de um trem de metrô deixando-o severamente ferido.

As fontes do Tribunal Popular Distrital de Haidian de Beijing disseram hoje à Xinhua que o doente de sobrenome Song sofre de esquizofrenia e foi sentenciado a tratamento psiquiátrico compulsório por "ser uma ameaça à segurança pública".

O julgamento veio depois que o tribunal recusou um pedido da família de Song de cuidar dele em casa, e apesar de seu compromisso de que o paciente nunca prejudicaria a sociedade.

Song, habitante de Beijing, foi considerado culpado por empurrar um passageiro de sobrenome Li nos trilhos de trem da plataforma em 30 de novembro de 2012, na capital chinesa. Li foi severamente ferido pelo trem.

Song foi colocado sob medidas de restrição preventiva em janeiro após uma avaliação que confirmou que ele tinha problema mental e deveria ser isentado de punições criminais.

O tribunal assinalou que Song, cuja doença mental foi diagnosticada em 2007, foi acusado, em muitas ocasiões em 2012, de insultar e bater em outras pessoas sem razão antes deste caso.

Por Xinhua

Comentários