Tráfico de orgãos : Máfia bem estruturada nas camadas sociais


A Organização Mundial de Saúde estima que em 2010 11 mil órgãos foram traficados ilegalmente. Estima-se que 75% da venda ilegal é de rins, mas também fígados e córneas são em grande demanda. Com listas de espera que demoram muito e são incertas, as pessoas doentes que possuem o dinheiro estão pagando para ter o "direito a um estilo de vida saudável"!


A recente crise econômica global tem reforçado a venda ilegal. Em um caso típico, o vendedor pode oferecer um doador de rim para um corretor de um terceiro país. Pagam até dois mil dólares e uma viagem com todas as despesas inclusas para a cirurgia. O corretor pode geralmente ganhar de dez a quinze vezes o preço da transação. Os médicos e o hospital,são bem pagos para não fazer muitas perguntas. Na China, foi relatado que os turistas japoneses chegam a pagar 87.000 dólares por um rim.


Antes do alarme sobre o comercialismo crescente com a vida humana, em 2008, um grupo de especialistas em transplante de órgãos de todo o mundo reuniram-se na Turquia para estabelecer a "Declaração de Istambul" que considera a comercialização de órgãos humanos totalmente antiética e ilegal.
http://www.nacion.com/2013-01-17/Opinion/El-trafico-de-organos.aspx




O Tráfico 


Nesta sociedade onde tudo é comprado e vendido, se chega ao extremo de considerar as pessoas como mercadoria. Os transplantes de órgãos são uma nova esperança de vida de centenas de milhares de pessoas doentes ... e um negócio lucrativo para alguns. O tráfico ilegal de órgãos existe , como o tráfico de drogas, e muitas vezes é organizado pelas mesmas pessoas. Este tráfego é tão monstruoso ou mais do que o restante dos negócios realizados por organizações criminosas. Em muitos casos, é baseado na condenação à morte de pessoas vivas para delas extrair os órgãos que são vendidos com grandes benefícios.

O tráfico de órgãos segue passos semelhantes aos do comércio de escravos branco ou a venda de crianças para adoção. Baseando-se em poderes políticos e econômicos, estes traficantes agem com total liberdade e impunidade. Estes são os grupos organizados que recebem órgãos para pacientes ricos. Esses órgãos se tornam uma mercadoria que vem de seres humanos dispostos a vender seus rins ou através de raptos de crianças e adultos.

Na verdade, a venda de partes do corpo humano em troca de dinheiro ou outra forma de pagamento fazem parte dos males seculares da humanidade como a escravidão,a exploração do trabalho, ou a exploração sexual em todas as suas formas. Ele é mais sofisticado, sem dúvida, mas no fundo têm uma base comum: Quem tem poder ou o dinheiro pode acabar ficando com algo de quem não tem por, vantagem,prazer, ou para assegurar a sua saúde. Tal como acontece com a droga ou o turismo sexual,infelizmente em grande parte são os pobres que vendem ,porque há pessoas ricas para comprar. 

Sob o nome genérico de tráfico de órgãos são agrupados uma série de fatos, bem estabelecidos e amplamente difundidos em grande parte do mundo, como a venda de rins, de fígado e de pulmão ou situações aberrantes e igualmente comprovadas como o uso de órgãos de pessoas executadas na China. As execuções de condenados à morte, muitas vezes suprem a demanda de transplantes. Máfia, polícia e os tribunais, muitas vezes combinam as execuções com as operações programadas.


Muitos órgãos são leiloados online. 

A demanda por órgãos é muito maior do que o curso legal, embora as doações estejam aumentando. Além disso, o princípio lógico de qualquer doação,que seria a solidariedade, começa a mudar para a maldade: as pessoas doam órgãos em troca de dinheiro. Muitos estão ficando ricos com órgãos humanos extraídos dos pobres, especialmente crianças miseráveis ​​que vivem no abandono social. As crianças de rua estão sendo reservadas pela máfia de órgãos humanos. Muitas crianças desaparecem de repente, especialmente os portadores de deficiência.Outras somem com falsos pais adotivos com um passaporte falso e a caminho de outros países.

Por exemplo, na Nicarágua 400 crianças desaparecem todos os anos: a verdadeira razão não é conhecida oficialmente, mas as organizações sociais internacionais que monitoram a infância suspeitam que sejam por esses mercadores da morte. No Brasil, por exemplo, são encontrados a cada dia, em média, dois cadáveres de crianças com órgãos removidos. Às vezes, as crianças são raptadas e depois aparecem vivas, mas sem uma parte do corpo, com cicatrizes indicativas das operações,ou cegas pela retirada das córneas . 
http://www.proyectopv.org/1-verdad/organos.htm


Tráfico Humano no Brasil



Você sabia que o tráfico humano para exploração sexual é a terceira maior fonte de renda ilegal do mundo? Esse é um problema atrelado a uma série de outros crimes: exploração sexual, comércio de órgãos, adoção ilegal, entre outros. Um dado preocupante é que o Brasil é o país com maior número de pessoas vítimas de redes de exploração sexual em todo o continente americano. O Brasil parece dar os primeiros passos para combater esse crime. Um relatório em nível nacional foi entregue oficialmente pela CPI do Tráfico Nacional e Internacional de Pessoas aos ministérios incumbidos de combater esses crimes. A Polícia Federal já foi acionada para combater casos em Natal (RN), no Amazonas e em São Paulo. A Justiça prepara a elaboração de manual para orientar as polícias Civil, Rodoviária e Federal à combater esta prática. O material deve conter a legislação que vem sendo aplicada nestes casos e uma lista de contatos das instituições públicas que formam a rede de combate. No estúdio do Conexão Futura, participam: Paulo Abrão, Secretário Nacional de Justiça; Maurício Santoro, assessor de direitos humanos da Anistia Internacional; Arnaldo Jordy, Presidente da CPI do Tráfico Nacional e Internacional de Pessoas e, por Skype, Cláudia Luna, vice-presidente do MCTP (Movimento Contra o Tráfico de Pessoas).
http://www.conexaofutura.org.br/videos-do-conexao/trafico-humano



.

Comentários