ALERTA NO HGE




Depois que os cirurgiões efetivos e prestadores de serviços passaram a receber R$ 10 mil líquidos, através de uma cooperativa, a insatisfação entre os demais médicos aumentou. Profissionais efetivos que atuam na área vermelha ameaçam pedir demissão e os prestadores de serviços querem deixar a escala de plantão. 

Eles não aceitam gratificação e nenhum tipo de aumento que não seja dado sobre o salário-base. Além disso, querem que o governo realize concurso público. Caso esses profissionais deixem o HGE, a situação no hospital ficará insustentável. 

Ainda sobre o HGE, corrigindo informação publicada no último domingo: os ortopedistas prestadores de serviços cumprirão as escalas até sexta-feira, 10. Nesta data sai o pagamento de abril, o último mês trabalhado.

Comentários