INFLUENZA BRASIL : AUMENTO DO NÚMERO DE CASOS E ÓBITOS

[1] Santa Catarina
Fonte: G1 [06/05/2013] 

SC registra 13 casos de influenza em 2013 e Dive alerta para prevenção
------------------------------------------------------------------------------
A Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE) já registrou 13 casos confirmados de pessoas contaminadas pelo vírus influenza. Na manhã desta segunda-feira (6) [maio/2013], 1 caso foi confirmado em Joinville, no Norte, e outros são monitorados na cidade e no Estado.

Conforme o gerente de doenças imunopreveníveis, Eduardo Macario, os casos foram registrados em diferentes regiões do estado, no Sul, Oeste, Centro e Norte. Destes, são 5 casos de contaminação de Influenza A H1N1, 6 de Influenza A H3N2 e 2 por Influenza B. De acordo com Macario, o número de casos segue a estimativa feita pela Dive.

Em Joinville, o caso confirmado nesta segunda-feira (6) [maio/2013] é o primeiro registrado este ano [2013] na cidade. A paciente é uma mulher de 56 anos com doença crônica que está internada no Hospital Municipal São José.

Segundo a Vigilância Epidemiológica de Joinville, a paciente tem diabetes e problemas cardiovasculares. A enfermeira da Vigilância Epidemiológica Débora Galles disse que a mulher deu entrada no hospital em 28 de abril [2013], já apresentando os sintomas do vírus.


[2] Pará
Fonte: G1 [06/05/2013] 

Sespa confirma mais uma morte por gripe A no Pará
-------------------------------------------------
A Secretaria de Estado Saúde Pública do Pará confirmou nesta segunda-feira (6)[maio/2012] mais uma morte causada pelo vírus Influenza A, ou H1N1 [errado. Poderia ser, por exemplo, influenza A H3N2 - Mod. RNA], no estado.

A advogada A.B., de 25 anos, morreu nesta segunda-feira [maio/2013] após 2 semanas internada em um hospital particular de Belém.

Com a morte da advogada, segundo a Sespa, sobe para 5 o número de óbitos causados pela gripe A no estado. Ainda foram registradas no estado outras 3 mortes causadas por vírus respiratórios.


[3] São José dos Campos, São Paulo
Fonte: Portal R3 [06/05/2013] 

Mais 2 mortes por H1N1 são confirmadas em São José dos Campos
-------------------------------------------------------------
A Secretaria Municipal de Saúde informa que recebeu, nesta segunda-feira (6) [maio/2013], do Instituto Adolfo Lutz, resultados de exames que confirmaram mais 2 mortes por H1N1 na cidade: 1 mulher, de 50 anos, e 1 homem, de 54 anos. Os 2 morreram no Hospital Municipal. A mulher no dia 25 [abril/2013] e o homem no dia 29 de abril [2013].

Com isso, já são 3 casos de morte por H1N1 em São José dos Campos, que tem outros 8 casos confirmados de H1N1. No entanto, os pacientes passam bem e já tiveram alta.

Além dos casos já confirmados, a cidade registrou outros 62 casos suspeitos de H1N1, desde o início do ano [2013]. Dos quais 27 já foram descartados e 35 ainda estão em investigação.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, até o dia 16 de abril [2013] foram registrados 18 casos de SRGA [segundo o Ministério da Saúde, SRAG - Mod. RNA] confirmados para gripe influenza A (H1N1) no Estado de São Paulo. Entre os confirmados, houve 4 mortes nas cidades de São José do Rio Preto, Catanduva, Ferraz de Vasconcelos e na Capital.


[4] Jundiaí, São Paulo
Fonte: Bom Dia [07/05/2013] 

Jundiaí tem primeira morte por gripe H1N1 este ano [2013]
---------------------------------------------------------
Vítima, de 32 anos, era portador de doença crônica. Prefeitura reforça imunização de grupos de risco.

A Secretaria de Saúde confirmou no fim da tarde de ontem [06/maio/2013] a primeira morte de Jundiaí em 2013 provocada pelo vírus de gripe H1N1. O paciente é um homem de 32 anos que fazia parte do grupo de risco - era portador de doença crônica.

"O óbito deste momento envolve um paciente com baixa imunidade e que estamos confirmando se estava sem vacina", comenta o diretor de Vigilância em Saúde, José Luiz Francischinelli. Por causa dessa morte, a prefeitura reforçou a campanha de vacinação, iniciada dia 15 de abril [2013] e que foi prorrogada até a próxima sexta-feira [10/maio/2013].

Outros 3 casos de gripe estão em análise, mas até o momento são 2 os casos confirmados de H1N1 em Jundiaí. Em 2012 foram 5 (com 1 óbito associado), em 2011 não houve nenhum [detectado, investigado - Mod. RNA], em 2010 foram 4 e em 2009 foram 66 casos, com 3 óbitos.


[5] Região Metropolitana, São Paulo
Fonte: Diário do Grande ABC [04/05/2013] 

Região tem 5 vítimas fatais da gripe suína
------------------------------------------
A gripe causada pelo vírus Influenza A (H1N1) voltou a assombrar a região. Desde janeiro [2013], 5 pessoas já morreram em decorrência da doença. Outros 19 casos foram confirmados, mas não evoluíram a óbito.

São Bernardo é a cidade com maior número de ocorrências. Foram 3 mortes e 11 casos de pacientes que passaram por tratamento. Santo André registrou 1 óbito e mais 6 confirmações da doença, além de 19 em espera de resultado. São Caetano também teve vítima fatal do vírus, mas não revelou detalhes da situação na cidade.

Já Mauá registrou 2 ocorrências confirmadas. Diadema disse que até o momento não teve nenhuma ocorrência suspeita. E Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra não informaram.

No ano passado [2012], até julho, único caso havia sido confirmado na região, na Santa Casa de Mauá. Na época, o paciente foi medicado e recebeu alta. Em São Bernardo, foram 3 ocorrências no segundo semestre de 2012, sendo 2 deles fatais.

Em 2009, o Grande ABC, assim como todo o País, viveu epidemia de gripe suína, quando cerca de 700 pessoas foram diagnosticadas com Influenza A, sendo 50 mortes. Já em 2010, esse número despencou e a região teve apenas um óbito, em São Bernardo.

Em São Caetano, segundo a Prefeitura, a vítima da doença foi uma professora da EMI (Escola Municipal Infantil) Matheus Constantino, que morreu na semana passada [abril/2013] depois de ficar internada no Hospital Beneficência Portuguesa.


[6] Mato Grosso do Sul
Fonte: G1 [04/05/2013] 

Saúde investiga suspeita de H1N1 em menina de 1 ano em Campo Grande
-------------------------------------------------------------------
Estado de saúde da paciente é considerado grave, segundo a Santa Casa. Mãe da criança conta que ela apresentou sintomas há 15 dias.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) em Campo Grande investiga 1 caso suspeito de gripe H1N1. Trata-se de uma menina de 1 ano, internada desde a manhã desta sexta-feira (3) [maio/2013] na Santa Casa da cidade. Segundo o diretor clínico do hospital, Luiz Alberto Kanamura, o estado da paciente, isolada no Centro de Terapia Intensiva (CTI), é grave.

Kanamura disse ao G1 que a menina foi internada com suspeita inicial de pneumonia, mas devido a rapidez de evolução e gravidade do quadro clínico, surgiu a hipótese da gripe. Segundo ele, é o primeiro caso suspeito da doença registrado no hospital em 2013. A Sesau informou, por meio de nota, que já foram feitos exames na criança para a investigação de H1N1 e que o resultado sai em 15 dias.Comunicado por: ProMED-PORT

Comentários