RESISTÊNCIA NO HEMOAL




Assediados por representantes do governo para um acordo em separado, os médicos do Hemocentro de Alagoas resistem. Eles têm recebido proposta de reajuste salarial, em forma de gratificação.

A recusa se deve ao fato de saberem que a gratificação pode ser retirada a qualquer momento, sem aviso prévio, enquanto o PCCV, reivindicado pelo SINMED, representará uma política salarial definitiva para a categoria. Além disso, eles também reivindicam concurso público para recompor o quadro médico do HEMOAL.

Comentários