FEBRE Q - BRASIL ,MINAS GERAIS : CASOS SOB INVESTIGAÇÃO, INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

Os casos foram avaliados por equipe de médicos infectologistas da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais.
http://3.bp.blogspot.com/-9YTZjWr_RuM/Ub9PQ0s94II/AAAAAAAANGs/c7cAlgs3Bnc/s1600/Coxiella_burnetii_01.JPG
Nenhum dos casos preencheu os critérios clínicos estabelecidos para casos agudos ou crônicos de febre Q (baseados no critério diagnóstico do CDC) e não se identificou nenhum vínculo epidemiológico entre os casos.

Além disso, 75 pacientes tiverem sorologia fase II negativa (IFI/RIFI) e dos 6 que apresentaram primeira amostra positiva, 5 tiveram segundo amostra negativa e 1 recusou-se a colher sangue por estar assintomático.

Deve-se destacar que a maior parte dos casos foi atendida em uma mesma unidade de saúde e notificados por um único profissional de saúde. Nenhum outro médico da unidade atendeu outro caso suspeito da doença.

Deve-se destacar também que a maioria dos casos suspeitos notificados em 2013 foram atendidos durante um surto de dengue, que tem o mesmo quadro clínico que a febre Q.

Enviado por: Antonio Toledo , médico infectologista, Sociedade Brasileira de Infectologia
Promed-Port

Comentários