Será que terça-feira, 25, vai mesmo ter o "aulão" ou "intensivão" de Medicina Legal em Alagoas ?

Será que terça-feira, 25, vai mesmo ter o "aulão" ou "intensivão" de Medicina Legal para os médicos militares que estão convocados para trabalhar no IML de Maceió? É bom ligar para o CREMAL, que vai oferecer o "curso".
CREMAL - Conselho Regional de Medicina de Alagoas
Rua Fausto Correia Wanderley, 90, Pinheiro, CEP 57055-540, Maceió-AL.
E-mail: faleconosco@crmal.org.br Fone (82) 3036-3800



A ideia de convocar os médicos militares para suprir a carência de médicos no IML de Maceió foi do presidente do Conselho Estadual de Segurança, que é um juiz de Direito. O IML para funcionar adequadamente de domingo a domingo, 24h/dia, precisaria de 30 médicos para atender à demanda atual (porque vivemos num Estado onde os índices de violência estão caindo vertiginosamente). 

Talvez por isso (porque vivemos num Estado onde os índices de violência estão caindo vertiginosamente), os 13 médicos que do IML de Maceió vinham dando conta do serviço (apesar dos atrasos na liberação dos corpos, da demora para realização de exames de corpo de delito e de conjunção carnal). Até que aconteceu o inesperado: três médicos com muitos e muitos anos de serviço, que já tinham passado do tempo de se aposentar, resolveram pedir aposentadoria. 

A situação ficou difícil: como 10 médicos legistas vão dar conta da demanda do IML de Maceió, que só cresce - contrariando a propaganda oficial sobre a queda vertiginosa dos índices de violência no Estado? Como, supostamente, os médicos do corpo de saúde da Polícia Militar não fazem nada, surgiu a ideia (brilhante) de convocá-los para o IML. 

Mas, quando alguém tem uma ideia muito, mas muito brilhante, sempre aparece outra pessoa com uma ideia mais brilhante ainda. Neste caso, o autor da ideia capaz de resolver todos os problemas da falta de médicos na perícia médico-legal de Maceió foi ninguém menos que o presidente do Conselho Regional de Medicina de Alagoas.

Consultado pelo presidente do Conselho Estadual de Segurança sobre a viabilidade de convocar os médicos militares para atuarem no IML de Maceió, o presidente do Cremal não só concordou como sugeriu o "treinamento" desses médicos para que realizem as perícias médico-legais - num curso de um dia, ministrado por um professor de Medicina Legal, ex-diretor do IML e conselheiro do Cremal.

Diante de tudo que os médicos da rede pública em Alagoas vêm enfrentando nos últimos anos - precarização do trabalho, falta de condições éticas para o exercício da medicina, salário aviltante, calote de prefeituras, etc.. - e ainda mais essa... Decididamente, os médicos alagoanos não precisam arrumar mais inimigos. Já tem de sobra.

FONTE:SINMED

Comentários