FENAM reafirma calendário de greve

A recomendação é que os médicos filiados participem das assembleias realizadas em seus estados e sigam a deliberação da FENAM. 



O Comitê Nacional de Mobilização das entidades médicas nacionais (FENAM, CFM e AMB) se reuniu nesta quinta-feira (25), em Brasília para avaliar o movimento e definir as próximas ações. A Federação Nacional dos Médicos reafirmou o calendário de greve, já estabelecido. 30 e 31 de julho serão os próximos dias de paralisação da categoria. A programação faz parte das ações de enfrentamento às últimas medidas do governo, como o Programa Mais Médicos e os vetos ao Ato Médico.

O presidente da FENAM, Geraldo Ferreira, lembrou que os médicos devem recorrer aos seus sindicatos. "É preciso que todos cobrem de seus representantes locais, uma atitude. É preciso que estejam a par das programação e juntos, façamos a voz do movimento ser ainda maior que no dia 23". 

A recomendação é que os médicos filiados participem das assembleias realizadas em seus estados e sigam a deliberação da FENAM. 

Confira ao restante do calendário:

Julho
Dia 30: Greve
Dia 31: Greve e assembleias estaduais

Agosto
Dia 8: Audiência pública no Congresso e realização do Encontro Nacional das Entidades Médicas (Enem) – Marcha dos Médicos à Brasília.
Dia 9: Realização do Encontro Nacional das Entidades Médicas (Enem)
Dia 10: Encontro Nacional das Entidades Médicas (Enem)

Além do calendário, foi definida a elaboração de um jornal para as entidades médicas. Também foi discutida e reforçada a posição contrária das mesmas acerca do Revalida Aluno e a transformação dos dois anos extras do curso de medicina em residência médica. 

Fonte : Fernanda Lisboa

Comentários