A Medicina voltou a ser uma profissão não regulamentada no Brasil



MEDICINA AINDA SEM REGULAMENTAÇÃO


A Medicina voltou a ser uma profissão não regulamentada no Brasil. O Senado Federal, que havia aprovado por unanimidade, depois de 12 anos de tramitação, a Lei de Regulamentação da Medicina, manteve os vetos impostos pela presidente da República em pontos cruciais da lei. Agora, tudo voltou a ser como antes: profissionais que não têm formação para praticar procedimentos que só se aprende no curso de Medicina estão autorizados a fazer o que quiserem com os pacientes. 

A situação é preocupante e o CFM estuda o que pode fazer para preservar a classe médica e a população dos “erros médicos” que sejam cometidos por enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, biomédicos e outros profissionais que se sintam capacitados a consultar, diagnosticar, solicitar exames e prescrever medicamentos, entre outras coisas para as quais não têm preparo. Perderam os médicos, perdeu a população. O Senado não perdeu nada, pois há muito tempo deixou de ter o respeito e a credibilidade da população esclarecida e das instituições sérias.

Fonte:SINMED-AL

Comentários