Nota Oficial da FENAM e sindicatos médicos sobre decisão dos vetos ao Ato Médico

21/08/2013
Diante da aprovação dos vetos presidenciais à Lei 12.842, que versa sobre a regulamentação da medicina, a Federação Nacional dos Médicos (FENAM) e os sindicatos médicos de todo o país vem a público informar que as atividades de diagnóstico e tratamento das doenças permanecem como prerrogativas privadas aos médicos. 

Quanto à atuação das outras categorias profissionais da área de saúde, elas continuarão trabalhando dentro das suas competências, integrando as equipes de saúde dentro dos limites previstos pela regulamentação da profissão, ou seja, conforme a legislação e jurisprudência vigente de Tribunal Superior.

As entidades médicas sindicais alertam ainda à população que exijam dos gestores locais o atendimento realizado por médicos, como em consultas e procedimentos médicos. Qualquer atendimento médico realizado por outra categoria permanece como exercício ilegal da medicina, conforme previsto no artigo 282 e 284 do Código Penal, com pena de seis meses a dois anos de reclusão.

Reiteramos que o nosso principal objetivo é uma saúde de qualidade para toda a sociedade, prestada por equipe multiprofissional, mas dentro das respectivas competências. 

Fonte : FENAM e Sindicatos Médicos

Comentários