Operação Abdalônimo : PF desarticula esquema de lavagem de dinheiro em AL e BA



Maceió/AL - A Polícia Federal deflagrou, nesta manhã (15/8), com o apoio da Receita Federal, a Operação Abdalônimo que tem por objetivo desarticular um esquema de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e falsidade documental existente no estado de Alagoas e liderado por um empresário, que se notabilizou pela incrível evolução patrimonial.

Estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão, oito mandados de condução coercitiva e 24 mandados de busca e apreensão. As ações ocorrem simultaneamente em Maceió, Arapiraca, Branquinha e Anadia, no estado de Alagoas e em Feira de Santana, na Bahia. A Operação conta com a participação de 70 policiais federais e 25 servidores da Receita Federal.



A investigação se iniciou após denúncias de ocorrência do crime de lavagem de dinheiro por parte do empresário que, em conformidade com as denúncias, mantinha um patrimônio não condizente com o declarado à Receita.

A Polícia Federal descobriu, então, que o suspeito se utilizava de subterfúgios criminosos, tais como a falsificação de documentos, criação de empresas de fachada e a ocultação de bens, mediante a utilização de terceiras pessoas, ou “laranjas”. Os bens e as empresas eram registrados em nome de familiares do investigado, e o esquema servia para sonegar os impostos devidos pelas empresas. Apurações preliminares apontam que as empresas do investigado teriam movimentado irregularmente cerca de R$ 300 milhões nos últimos cinco anos.


Comunicação Social da Polícia Federal em Alagoas.

Comentários