Federação Equatoriana de Medicina disse que importar médicos Cubanos é uma atitude de um governante antipatriótico

A maior associação médica do Equador se manifestou nesta quarta-feira contra a intenção do governo do presidente Rafael Correa para trazer ao país cerca de 1.000 médicos cubanos e disse que ele está condenando ao desemprego os profissionais equatorianos além de refletir  uma atitude de um governante antipatriótico .


Alberto Narvaez, presidente da Federação Médica Equatoriana

 Federação Equatoriana de Medicina disse que importar médicos Cubanos é uma atitude que faz fronteira com a falta de patriotismo.


O presidente da Federação Equatoriana de Medicina , Alberto Narváez , em declarações à AP, disse que "há cerca de 2.000 médicos que se formam a cada ano nas universidades , e estão desempregados. Trazer médicos cubanos é uma atitude de falta de patriotismo . Não há necessidade de cubanos no país! . "

O Presidente Correa em seu programa de rádio e televisão no último sábado disse que o governo vai gastar US $ 30 milhões por ano para o pagamento de 1.000 médicos cubanos especialistas em medicina familiar, e que eles chegarão em breve no Equador . No entanto,nenhuma data ou horário foi especificado .


Ele acrescentou que esses profissionais serão destinados ​​para os " bairros e áreas rurais" para cumprir tarefas relacionadas com a " medicina geral familiar e preventiva . "


Narvaez disse que "os médicos que Cuba possui agora são médicos de formação média em saúde da família ,e não são os melhores ,e duvidamos muito de suas qualidades, por isso estamos pedindo que façam exames antes para uma melhor avaliação " .


" O Que não se comenta é que este ato antipatriótico vai substituir o profissional médico equatoriano,por médicos cubanos. Os nossos médicos se formam em universidades e , em seguida, ficam desempregados devido à falta de oportunidades de trabalho ", disse ele .


"Podemos capacitar maciçamente os médicos equatorianos em saúde da família com o mesmo dinheiro ( 30 milhões),e  podemos contratar 1.000 médicos equatorianos , dar a capacitação por três anos ,e para isso não precisamos de Cuba , mas se continuarem insistindo em trazer os médicos de cuba ,bastaria somente não mais do que 100 ( cubanos ) para acompanhar o processo de formação " , disse Narvaez .


Ele acrescentou que vão pagar por cada médico cubano entre 2.200 e 2.600 dólares por mês ", enquanto um médico equatoriano é pago US $ 1.000 por mês , aos estrangeiros dão transporte e casa , enquanto os nossos médicos não lhes dão nada. Isso não é bom. "


Traduzido do original:

Médicos en Ecuador se oponen a galenos cubanos

Comentários