O plano diabólico do Castro-comunismo: Aviões e armas para atacar a Venezuela - Ex- embaixador Thor Halvorssen



05/09/2013
"O destino das armas e mísseis dos dois aviões de combates MIG e outras armas escondidas, eram uma pista de pouso clandestina localizada no Equador. Os aviões decolariam em território equatoriano em baixa altitude, a fim de iludir o radar, de terra em Orza, Estado de Apure (Venezuela), onde eles receberiam combustível para ir bombardear Caracas, Maracay e Valência " afirma com segurança conhecido venezuelano Thor Halvorssen , que foi presidente da CANTV, ex-embaixador da República da Venezuela, e analista político de inteligência. 


-Mas, isso seria uma ação extrema e delicada, aparentemente sem sentido ... 


-Isso foi calculado para gerar uma situação caótica para justificar imediatamente ações violentas e repressivas contra a oposição venezuelana internacional para perseguir opositores do regime Nicolas Maduro.Também serviria para golpear a oposição no exterior e, particularmente, o ex-presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, como responsável ​​por tais atos. Em outras palavras, a operação foi concebida para consolidar o Castro-comunismo na Venezuela....




Comentários