ONGs solicitam a Luisa Ortega Diaz que tire da "Gaveta" o processo de Ivan Simonovis

As organizações não governamentais Fundepro , a Coordenação de Direitos Humanos do Colégio de Advogados de Caracas, o Centro Venezuelano para a Democracia , Associação Civil Fundeci e representantes de movimentos estudantis foram à Procuradoria-Geral da República, para consignar um documento que exige que a procuradora geral Dra. Luisa Ortega Diaz desengavete o relatório forense do Dr. Fossi em 22 de agosto, no Departamento de Direitos Fundamentais com cópia para seu despacho.

A Ativista dos direitos humanos e presidente da Associação Civil FUNDECI Elenis Rodriguez disse que não entende como a procuradora geral Luisa Ortega Díaz , utiliza um discurso que parece claramente incongruente com as medidas tomadas para com este oficial, quando diz ao país que o Ministério Público garante que nenhum cidadão teria violado os seus direitos humanos, mas verifica-se que , hoje, o caso em questão , é precisamente o contrário porque não garante a legalidade , e só viola os direitos humanos do comissário Ivan Simonovis além de rasgar a Constituição, o Código de Processo Penal, além de tratados e convenções internacionais assinados pela República.

Rodriguez diz que em 16 de agosto o Dr. Fossi acompanhado por um representante da direção dos Direitos Fundamentais foi ao Ramo Verde para fins de exames rigorosos em Simonovis , solicitado pelo juiz primeiras funções de execução Circuito Judicial do Estado de Aragua, Dr. Ada Marina de Armas.


O protesto organizado pelas organizações foi porque a Procuradora Geral não considerou o conteúdo do laudo pericial realizado pelo Dr. Fossi e enviou a Ramo verde na quarta-feira 16 , ao Dr. Enrique Arrieta, sub-diretor do Departamento dos Direitos Fundamentais com a médica legista Dr. Raiza Mármol com a finalidade de novamente realizar o exame forense no comissário , por isso pedimos que o relatório forense do Dr. Fossi saia da gaveta e que o mesmo em questão de urgência ,seja enviado para o juiz de primeira instância .

Esta atuação da Vindicta pública não se ajusta com as disposições do Código de Processo Penal e só mostra que o laudo pericial elaborado pelo Dr. Fossi , agora arquivado, favorece a petição de Medida Humanitária solicitada pelos advogados do comissário .


Elenis Rodriguez lembrou a procuradora geral pratica muita crueldade com Ivan Simonovis negando o direito à saúde, e que no dia 26 de julho, o comissário esteve próximo da morte devido a uma peritonite biliar e que o resultado médico emanado do hospital militar , foi acrescentado ao quadro clínico de Ivan mais duas patologias ,a hipertensão e o diabetes tipo II.


A Ativista dos direitos humanos Elenis Rodriguez concluiu afirmando que ao comissário Simonovis é negado dois direitos consagrados na Copp , o primeiro dos quais é o benefício de medidas alternativas por haver cumprido um terço (1 /3) da pena e a outra direito violado por sua má saúde que é estabelecida no artigo 491 do Copp que permite conceder uma medida Humanitária,que se não for concedida estamos testemunhando uma denegação da justiça e violação de Direitos Humanos estabelecidos nos artigos 3 e 5 da Declaração universal dos Direitos Humanos e, portanto, o Estado venezuelano é o único responsável pela vida e saúde do comissário Ivan Simonovis .

Traduzido do Original:
Diversas ONG solicitan a FGR “desengavetar” expediente de Simonovis -




Leia também:

Twitter  de IVAN SIMONOVIS :

En la cárcel hay días malos y días peores. Sus mensajes en #LibertadSimonovis hacen que esos días me sean mas llevaderos. Gracias a todos!

Na prisão há dias ruins e dias piores.  Suas mensagens de # LibertadSimonovis  naqueles dias ,ajuda-me a torná-los   mais suportáveis. Obrigado a todos!


Entenda o caso Simonovis:

Carta de Ivana Simonovis ao Governo da Venezuela ~ Alagoas Real
30 jan. 2013 ... A filha do ex-secretário de Segurança Pública da Prefeitura Metropolitana,Ivan Simonovis, na quinta-feira enviou uma carta pedindo a ...

A condenação aos comissários Simonovis, Forero e Vivas, encobre ...
2 fev. 2013 ... A juíza da causa e os funcionários governamentais sabem muito bem que os comissários são inocentes. O massacre de 11 de abril de 2002 ...


En la cárcel hay días malos y días peores: Ivan ... - Alagoas Real
7 jun. 2012 ... IVAN SIMONOVIS. Em 2000, por instruções do Ministro Luis Alfonso Dávila,Ivan foi enviado a Comissão de Serviços da Prefeitura, pelo ...

Comentários