Alemanha: Surto de Legionela em Warstein mata duas pessoas



Dois mortos e 150 pessoas doentes é o resultado de um surto de Legionela em Warstein, na Alemanha.

É um dos piores surtos da doença no país e os peritos acreditam que a epidemia teve como ponto de partida uma estação de tratamento de água.

As autoridades locais estão a tentar tranquilizar a população, principalmente porque se crê que a doença não pode ser transmitida pela água potável:




“É a doença mais importante que advém apenas de causas ambientais. Não é transmitida de pessoa para pessoa. Portanto, não é necessário isolar os pacientes que sofrem de legionela, no hospital, porque eles não são uma fonte de infeção”, explica o Dr. Martin Exner do Instituto de Higiene.

Os peritos estão a tentar encontrar a fonte precisa do surto mas concluiu-se já que as bactérias de legionela encontradas na estação de tratamento de águas é idêntica às detectadas nos pacientes.

Estes doentes sofrem de infeções pulmonares, febre, vômitos, entre outros sintomas. O risco de morte entre os infetados é diminuto.
Fonte:Euronews


Sobre a doença:
A legionelose ou doença dos Legionários é uma pneumonia aguda, causada por um bacilo Gram negativo do gênero Legionella, sendo a espécie mais freqüente a Legionella pneumophila. O termo Legionelose compreende todas as doenças causada por bactérias do gênero Legionella.

A doença dos Legionários foi descrita pela primeira vez em 1976, a partir de um surto (221 casos; 34 óbitos) ocorrido durante a reunião da Legião Americana no estado da Pensilvânia. A identificação do agente etiológico se deu 6 meses após o surto. Nesse período, especulou-se até sobre a possibilidade de se tratar de um experimento governamental a fim de testar uma nova arma biológica. Com identificação do agente e o desenvolvimento de métodos diagnósticos, constatou-se, retrospectivamente, que vários surtos de pneumonia das décadas de 1950 e 1960 foram causados por bactérias do gênero Legionella.

Investigações epidemiológicas e microbiológicas mostraram, posteriormente, que a Legionella ocorre naturalmente em ambiente aquático, multiplicando-se principalmente em coleções hídricas com temperaturas mais elevadas como torres de resfriamento, aquecedores de água, reservatórios de água potávele condicionadores de ar.

A partir de tais fontes de infecção, a ocorrência de surtos hospitalares e comunitários é freqüentemente documentada em alguns países. Dentre os surtos comunitários podem ser destacados Múrcia/Espanha (2001: 700 casos; 6 óbitos),Barrow-in-Furness/Inglaterra (2002: 130 casos; 6 óbitos), Bovenkarspel/Holanda (1999: 188 casos; 21 óbitos).

Embora seja o quadro pulmonar o mais comum, em algumas situações a doença dos Legionários pode levar a complicações sistêmicas (sistema nervoso central, fígado, baço, medula óssea, rins, músculos, articulações, valvas cardíacas)

Comentários