Epidemia de malária na Venezuela : Amazonas e Bolívar com 58.461 casos


Sinais e sintomas Epidemia de malária na Venezuela

Pelo menos 59.974 casos de malária foram notificados no país durante os primeiros nove meses do ano, de acordo com o Boletim Epidemiológico da semana de n º 40 de 29 de Setembro a 5 de Outubro, emitido pelo Ministério da Saúde.

O número supera o número de casos no mesmo período em 2012, que ficou em 34.152.

Enquanto isso, 857 casos de malária foram notificados em 24 estados do país, no período de 29 de setembro a 05 de outubro com 97% (831 casos), originários do interior e de 3% (26 casos) do exterior, especificamente da Guiana (18 casos) e Colômbia (8 casos).

Amazonas e Bolívar tem um número elevado de casos cumulativos. A primeira entidade registra 5.368 casos e a segunda o registro 53.093 infectados. De acordo com a situação endêmica, ambas as regiões têm uma epidemia de malária.

Nos estados do Amazonas, Bolívar, Nueva Esparta e Zulia foi declarado epidemia enquanto em Apure, Barinas e Sucre foi declarado alarme.

No resto do país registrou os seguintes números: Anzoategui 19, Apure 54, Barinas 4, Guárico 4,Monagas, 25,Nueva Esparta 3. Nos estados de Aragua, Carabobo, Cojedes, Falcón, Lara, Mérida, Miranda, Portuguesa, Táchira, Trujillo, Vargas, Yaracuy e o Distrito Capital, não houve relatos de infectados.

De acordo com o Ministério da Saúde, a malária no país tem uma tendência descendente.

A malária é uma doença transmitida por parasitas do gênero Plasmodium. Ela é transmitida através da picada de um mosquito.Também é possível por transfusões de sangue de doadores que tiveram a doença ou da mãe para o feto através da placenta durante a gravidez.

Do original:
Sigue epidemia de malaria en Amazonas y Bolívar; ambos estados contabilizan 58.461 casos

Comentários