Negam assistência Médica a preso Político - Memória da Ditadura Cubana


Ao prisioneiro de consciência(Político) Dr. Marcelo Cano Rodríguez ,foi negado pelas  autoridades da prisão de Ariza em Cienfuegos, atendimento médico, durante cerca de 4 semanas em abril de 2009.

Em uma conversa telefônica, Cano Rodriguez disse que tinha saído cerca de 10 furúnculos em sua pele de origem desconhecida e que suas pernas estavam inchadas, por isso solicitou um exame médico de rotina com a Dra. Tamara, chefe do posto médico penitenciário.

Como não recebeu nenhuma resposta da Médica, Marcelo foi falar com o Major Guillermo González Mora, Chefe da Prisão e também com o Major Ramon Ramirez  Toledo, que supervisiona a segurança do Estado e eles prometeram que seria examinado em um hospital.

Marcelo Cano Rodríguez  é o coordenador da Faculdade de Medicina de Cuba e foi condenado a 20 anos de prisão durante a repressão de março-abril de 2003.


Endereço(Localização) via Mapa do GOOGLE

Guillermo J. Gonzalez Mora
Edificio 44 Junco Sur, Cienfuegos
Telefono: 514025

Ramon S. Ramirez Toledo
Edificio 66 Apato 6 , Junco Sur Cienfuegos
955237

Traduzido do Original:
Niegan asistencia médica a preso político

Nota do Blog:

Série  intitulada Memória Viva , com relatos sobre torturas e violações dos Direitos Humanos,principalmente as perpetradas por Médicos  Cubanos a serviço da sórdida Ditadura de Fidel e Raúl Castro

Comentários