Cuba no circo da ONU



Lembram-se quando , na última década a Líbia de Kadafi presidiu a Comissão de Direitos Humanos da ONU ?

Por contradições tão escandalosas como aquela, em 2006, pareceu encorajador anúncio de que iria criar um novo corpo para substituir a ineficaz e demasiada politizada Comissão .

Sete anos mais tarde, é extremamente frustrante ver que nada mudou ,a não ser para pior. China , Rússia, Cuba , Arábia Saudita e Vietnã foram eleitos em uma votação que foi direta,secreta , e por blocos regionais , para integrar o Conselho de Direitos Humanos .


Podemos esperar algo de positivo de um Conselho com esses ilustres membros ?


Com o histórico dos governos desses países em termos de direitos humanos , parece uma piada de mau gosto a escolha desses membros. É como a nomeação de um bando de pervertidos e estupradores habituais para garantir a virgindade das pupilas de uma escola para meninas .


Esses canalhas irreverentes ,que lástima !que não estejam também os aiatolás iranianos e os regimes da Síria e Coréia do Norte !


Cuba terá um assento no Conselho de Direitos Humanos da ONU apesar da repressão contra as Damas de Branco , espancamentos e prisões de opositores ( houve apenas 909 somente em outubro do ano passado ) , o assédio a jornalistas independentes,o pelotão de repressão e outros ultrajes das brigadas paramilitares de resposta rápida ao estilo fascista .

A votação em Genebra , que será interpretada pelo regime cubano como outro triunfo de sua diplomacia bandida , irá incentivar a sua arrogância e orgulho. Nós cubanos vamos sentir em nossa carne em primeira mão o agravamento da repressão! Eles estão preparados para deixar morrer os opositores presos em greve de fome !

Agora que a ditadura está em crise , o que era honesto e decente seria que o mundo fizesse alguma pressão a favor daqueles que lutam pela mudança democrática em Cuba. Apenas isso.

Mas ao invés de dizer não ,para sufocar o regime ,poderia ser uma beliscada para forçá-lo a proporcionar espaços

Acontece que no mundo de hoje não prima apenas pela decência 

Hoje, o Conselho, perante a Comissão de Direitos Humanos , continua a ser um clube clientelar de compadres e cúmplices que alegres e descaradamente retribuem favores. Pouco se pode esperar o povo cubano , de semelhante circo.

Do original:
Cuba en el circo de la ONU

Comentários