Organização Pan-Americana da Saúde "justifica" o regime de pilhagem dos Castro  




Esta é a forma como trabalha Cuba,disse Carissa Etienne diretora da OPAS
'Esta es la forma como trabaja Cuba', dice la directora de la OPS.



A diretora da Organização Pan- Americana da Saúde ( OPAS) , Carissa Etienne , disse que o sistema adotado pelo regime de Havana para enviar médicos para outros países não viola direitos trabalhistas e direitos humanos.


" Isto é a forma de trabalho de Cuba . Eles enviam médicos para todo o Mundo", disse Etienne e tomou como resolvida a questão , de acordo com o jornal Folha de São Paulo.

A executiva acompanhou os ministros da Saúde, Roberto Morales Ojeda (Cuba) e Alexandre Padilha ( Brasil ) em uma visita ao Brasil.


Morales Ojeda se tornou o primeiro representante de Havana a comentar as críticas lançadas por médicos brasileiros devido ao acordo que permite o Brasil "importar " médicos da Ilha

"Nós não falamos sobre a prestação de serviços . Falamos sobre colaboração, de integração ", disse ele .

Relatou o jornal brasileiro,que embora os médicos de outros países recebam um salário mensal de 10.000 reais e incluso possam levar a sua família para o Brasil , os cubanos só recebem entre 800 e 900 reais por mês e as suas famílias não podem viajar com eles.

Morales defendeu o princípio do " internacionalismo proletário " para justificar o acordo com o Brasil.

"Nós não estamos fazendo uma contratação de médicos individuais . No caso de Cuba , é um acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS ) e do Ministério da Saúde do Brasil ", disse ele .

" Cada um [ dos médicos cubanos no Brasil ] tem um local de trabalho , um salário , seguro social para a sua família , a educação é gratuita e o Ministério da Saúde cuida dos famíliares e tem atenção para todos os problemas que surgem no decurso da missão " , disse o ministro.

Carissa Etienne , diretora da OPAS, disse que não tinha visto em outros países uma crítica tão dura como no Brasil.


Organización Panamericana de la Salud justifica el expolio del régimen a los médicos

Comentários