EUA identifica mecanismo de perda de memória relacionado com Alzheimer



 20 de janeiro de 2014

Pesquisadores da Clínica de Cleveland, nos Estados Unidos, identificaram uma proteína no cérebro que desempenha um papel crítico na perda de memória observada em pacientes com Alzheimer.

O estudo publicado online este domingo, na revista Nature Neuroscience, concluiu que a proteína neuroligina-1 (NLGN1) - conhecida por estar envolvida na formação da memória -, tem sido associada à perda de memória.

Usando modelos animais, os investigadores descobriram que durante o processo neuroinflamatório a modificação epigenética da NLGN1 interrompe a rede sináptica no cérebro, que é responsável pelo desenvolvimento e manutenção de memórias. A destruição dessa rede pode levar à perda de memória observada em doentes com Alzheimer.

Mohamed Naguib, líder do estudo, salienta que "esta descoberta pode fornecer uma nova abordagem para a prevenção e tratamento da doença de Alzheimer".

http://www.eurekalert.org/pub_releases/2014-01/cc-cci011714.php

Comentários