Grande Cinismo: a tirania de Cuba defende que "qualquer conflito seja resolvido por meio do diálogo"


Enquanto isso, os assassinos do regime comunista de Raul Castro (foto) dão surras, torturam, prendem e ameaçam de morte os opositores. 

Para piorar a situação, o Governo da Ilha vai propor que a América Latina seja declarada "zona de paz".







É o cinismo, por parte da sanguinária tirania cubana . Acontece que o vice-ministro das Relações Exteriores de Cuba, Abelardo Moreno, anunciou no domingo que seu governo irá propor na Conferência da Comunidade de Estados da América Latina e do Caribe (CELAC), a ser realizada entre os dias 28 e 29 de janeiro em Havana, que se declare "zona de paz" na região,informava Europa Press. 



"Nós acreditamos que é necessário que os Chefes de Estado e de Governo da região cheguem a um acordo de que qualquer litígio seja resolvido por meio do diálogo, que nunca se chegue ao uso da força", ressaltou Moreno. 

E uma proposta cínica, porque o "diálogo" não é utilizado por esses assassinos do governo cubano quando se trata de perseguir os opositores do regime. Não recorrem ao "diálogo", mas espancamentos, tortura, prisão e até mesmo a morte. Basta perguntar a família do dissidente cubano supostamente assassinado por Castro, Oswaldo Paya.


Traduzido pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do Original
Gran cinismo: la tiranía de Cuba aboga por que “cualquier conflicto se resuelva por la vía del diálogo”

Comentários