"O sangue é extraído antes da execução " Fidel Castro

Nasci no seio do poder , um mundo de mentiras em abundância. Me criei e me formei  entre corruptos com a mesma frequência que  muitas vezes fingiam ser guardiães da honra , porém em alguns círculos privados esqueciam de silenciar suas terríveis verdades  , e contavam histórias assustadoras .Assim eu ouvi , em detalhes,o estado físico que os condenados a morte chegavam ao paredão. Descreviam como homens sonolentos  , suados, fracos, com distúrbios respiratórios ,  e cor opaca da morte .

Até então eu não sabia, e até mesmo duvidava do terror ,do trauma ,dos efeitos e consequências que ficam em uma pessoa ou grupo delas , sob o manto perverso dessa obscura passagem chamada de " Revolução". Era lógico pensar que o medo de  encarar a morte, poderia realmente causar um sintoma comum ; mas a minha inconformidade me arrastava a averiguar,e perguntando, eu encontrei uma explicação onde se fundiu o simples com o terror: Os condenados a morte,antes de serem fuzilados , como se não fosse o suficiente,eles retiravam o seu sangue.

Eu sei que é difícil acreditar- é por isso que eu gostaria de acrescentar que há dados gravados e testemunhos importantes sobre esse terror no site de Archivo Cuba, uma organização sem fins lucrativos , que faz uma pesquisa séria sobre o assunto, e tenta documentar as mortes e desaparecimentos dos homens,que culpados ou não , ainda têm suas biografias  inacabadas- vidas que tiveram danos e ainda hoje se encontram a espera de  justiça.

O objetivo deste artigo não é fazer uma denúncia , mas é um pouco mais- é chamar a atenção dos leitores, estudiosos , juristas e pesquisadores sobre um tema envolto em uma nebulosa, pouco tratado e cercado de sigilo . Eu não estou me referindo a uma fraqueza humana e estranha, mas a evidência de um crime. Se não houver um documento que estabelece o consentimento do condenado para ser submetido a tais práticas , é um crime contra a humanidade reconhecido pelo Estatuto de Roma do Tribunal Penal Internacional, e confessado publicamente por Fidel Castro quando em um extenuante discurso de 06 de fevereiro de 1961 , disse - e cito - " não creiam os contra-revolucionários que pelo feito de morrer infamemente frente ao paredão,não serão úteis a Revolução Cubana.O sangue desses traidores está sendo extraído antes da execução para salvar as vidas de muitos milicianos dispostos a morrer pela pátria

Mas espere ,porque  há mais. Todos os cubanos sabem que, como um pré-requisito para entrar em qualquer hospital da ilha, quer por um check-up simples ou para uma operação, antes de subornar um médico ou membro da administração , você precisa fornecer a evidência de que foi doador de sangue, a única maneira que o paciente pode aproveitar dos benefícios do Free Hospital, em Cuba. Sangue na maioria dos casos , é mercantilizado , e vendido no exterior sem o conhecimento ou consentimento de seus doadores.

Tão real , como esconder mísseis em um recipiente de açúcar. Apenas alguns dias atrás , antes do término da  visita oficial do Presidente José Mujica a Cuba , o  jornal El País do Uruguai informou que durante o ano de 2012, o primeiro item exportado de Cuba para a República Oriental do Uruguai  , foi ocupado por sangue Cubano de origem humana .

Editado e traduzido pelo Blog Alagoas Real.
Se copiar é obrigatório citar a fonte original,e o Blog Alagoas Real,com seus links anexos!
Juan Juan Almeida
La sangre de exportación

Leia também:




CUBA:Exportação de Sangue Humano é o mais novo negócio escandaloso dos castro

Comentários