Anistia Internacional pede uma ação urgente mundial pela Venezuela



Três pessoas morreram , muitas ficaram feridas e dezenas foram detidas em confrontos entre manifestantes, as forças de segurança e civis armados durante as manifestações em toda a Venezuela . Como as manifestações continuam , ainda há o risco que novos incidentes ocorram.

A Anistia Internacional ou Amnistia Internacional é uma organização não governamental que defende os direitos humanos. Fundador: Peter Benenson Fundação: 1961

Desde 13 de fevereiro ativistas de diferentes países enviam comunicações sobre os recentes acontecimentos na Venezuela , com base nesta ação urgente emitida a partir do Secretariado Internacional da Anistia Internacional
Estudantes Universitários na Venezuela

Três pessoas morreram em Caracas, capital da Venezuela, e dezenas de outras ficaram feridas em todo o país nos violentos confrontos que eclodiram durante manifestações contra o governo , e depois delas , realizada em 12 de fevereiro para comemorar o Dia da Juventude da Venezuela. A Anistia Internacional recebeu informações indicando que as forças de segurança usaram força excessiva , incluindo armas de fogo, que houve confrontos entre manifestantes e forças de segurança , e houve atos de violência contra os manifestantes por civis armados , aparentemente cometido com o consentimento das forças de segurança. 

De acordo com organizações locais ,os enfrentamentos começaram em Caracas , na conclusão de uma marcha até a sede do gabinete do procurador-geral , onde os manifestantes pretendiam entregar uma petição que pedia a libertação dos estudantes presos em manifestações anteriores. Duas pessoas - Juan Montoya e Bassil da Costa - morreram e vários outros feridos, incluindo funcionários públicos. Mais tarde, na noite de 12 de fevereiro os confrontos começaram no município de Chacao , a leste da capital , onde o prefeito do município confirmou a morte de outra pessoa.

Inti Rodriguez , defensor dos direitos humanos, relatou ter sido detido por duas horas e que foi espancado e ameaçado de morte por membros do Serviço Nacional de Inteligência Bolivariana ( Sebin ) e grupos de civis armados . De acordo com ele , levaram todos os seus pertences e documentos que carregava . Um sindicato de jornalistas relatou que dois jornalistas tinham sido presos durante as manifestações e outras equipes de jornalistas foram roubados o seu equipamento . Muitos meios de comunicação , deixaram de informar sobre os protestos quando a Comissão Nacional de Telecomunicações ( Conatel ) criticou a cobertura oferecida por algumas estações e afirmou que poderia constituir uma violação da lei sobre a responsabilidade social , segundo a qual a mídia não pode mostrar imagens que justifiquem a violência ou susceptíveis de perturbar a ordem pública .



Por favor, escrevam imediatamente em espanhol ou em seu idioma:




A)instando as autoridades a garantir que se respeite o direito à liberdade de expressão, associação e reunião, e para condenar publicamente todos os atos de violência ou qualquer abuso que visa a intimidar ou silenciar aqueles que exercem o seu direito legítimo de participar em manifestações ;

B)pedindo-lhes para pedir uma investigação completa e imparcial sobre as mortes , os feridos e supostas prisões arbitrárias , como a de Inti Rodríguez- ocorrida durante os protestos, que acusem os detidos de um crime reconhecível ou ponham em liberdade, e que respeitem o direito dos acusados de um delito ao devido processo legal ;

C)instando-os a assegurar que ninguém será processado ou preso por exercer o seu legítimo direito à liberdade de expressão , associação e reunião , especialmente os defensores e ativistas de direitos humanos e jornalistas , dado o seu papel central na supervisão e informação sobre os protestos e abuso.




POR FAVOR, ENVIE OS APELOS antes de 27 de março de 2014 A: 014, A:



Nicolás Maduro Moros
Presidente da Venezuela
Final Avenida Urdaneta, Esq. De Bolero Palacio de Miraflores Caracas, Distrito Capital, Venezuela
Twitter: @NicolasMaduro

Tratamento: Senhor Presidente

Dra. Luisa Ortega Díaz
Procurador-Geral da República 
Edificio Sede Principal del Ministerio Público, Esquinas de Misericordia a Pele El Ojo Avenida México, Caracas, Venezuela
Correo-e.: ministeriopublico@mp.gob.ve
Fax: +58 212 578 3239

Tratamiento: Dra. Procurador-Geral da República




E cópias para :



PROVEA
Bulevar Panteón
Puente Trinidad a Tienda Honda
Edif. Centro Plaza las Mercedes, PB. Loc. 6, Parroquia Altagracia, Apartado Postal 5156, Carmelitas101-a Caracas, Venezuela



Também enviar cópias para os representantes diplomáticos da Venezuela em seu país . 




Informação Complementar

Desde 04 de fevereiro ocorreram em toda a Venezuela várias manifestações estudantis, durante o qual, como já foi relatado, as forças de segurança usaram força excessiva para reprimir os manifestantes e, aparentemente, têm praticado prisões arbitrárias. Da mesma forma, tem sido relatado confrontos entre estudantes e forças de segurança, bem como o uso de violência e intimidação contra os manifestantes por civis armados.

Traduzido pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte

Do original:
AI lanzó una Acción Urgente mundial por Venezuela


Leia também:
Castro envia com urgência a tropa de elite Avispas Negras para sufocar a rebelião estudantil em Caracas - (0 comments)
Venezuela está clamando, a grito suelto un cambio con gran urgencia ..-Henry Contreras. - (0 comments)
RT Noticias en español - TV notícias -(0 comments)
Venezuela : Tweets en linea . El camino a la libertad - (0 comments)
DTV - Democracia TV EN VIVO - Miami(0 comments)
O exército de ocupação Cubano já se encontra na Venezuela: 60 mil soldados 

Petição para ativar a Carta Democrática Interamericana da OEA -(0 comments)

Venezuela:Aviões pousam em Maiquetia e Cumana com militares Cubanos

Comentários