China planeja enviar 100.000 policiais da força antimotins para conter rebelião na Venezuela

China planeja enviar 100.000 policiais da força de elite antimotins para apoiar o governo de Nicolas Maduro no controle da rebelião popular na Venezuela.

A informação de hackers russos mostra que os Ministérios das Relações Exteriores da Venezuela e da China acordam em transferir nos próximos dias tropas de elite da China para conter os distúrbios em todas as cidades da Venezuela.


Foi dado a conhecer através de redes de informação que operam vários hackers que  as negociações estão se movendo através dos Ministérios das Relações Exteriores da Venezuela e da oferta da China para enviar 100.000 soldados do governo asiático, a temida polícia de choque(antimotins), uma vez que que a China está muito preocupada com o risco que corre os seus interesses econômicos e acordos comerciais que foram assinados pelos dois governos desde o período o presidente Hugo Chávez e, agora, Nicolas Maduro.


As máscaras à prova de balas da força de elite da Polícia asiática transformam os agentes em candidatos protagonistas de um filme de terror. 

Em busca de uma maior "segurança" as Forças Especiais da Polícia de Taiwan adotaram uma aparência mais típica de soldados robóticos de ataque,bem diferente do que deveria ser uma força de paz 


China equipou suas forças especiais de polícia com um novo nível de "proteção". Os novos uniformes dos agentes da lei e da ordem, lançado pelo governo chinês, consiste numa armadura à prova de balas e um a
"terrível" máscara balística.


Comentários