Havana está recrutando ex-militares para missões de combate na Venezuela



O jornalista Guillermo Fariñas informou neste domingo no Diário de Cuba que o governo de Havana estaria recrutando ex-militares para enviar a Venezuela, com a finalidade de lutarem pela revolução venezuelana. 




"Pelo menos em Villa Clara, quatro juntas militares estão recrutando pessoal", disse o ativista no DIÁRIO DE CUBA. 

De acordo com os testemunhos de alguns dos convocados, o governo busca "os homens com menos de 50" e "experiência de combate na África ou na América Latina." 

Os Reservistas que concordaram em viajar para a Venezuela, se necessário, já estão de "prontidão" e receberam ordens para não deixarem o município de residência. 

Fariñas disse que os cubanos sabem o que está acontecendo na Venezuela, através das notícias em "pacotes" audiovisuais que são vendidos no mercado negro. 


"As notícias chegam com três ou quatro dias de atraso, com informes de NTN24 e outros canais, mas as pessoas sabem que a situação é muito delicada na Venezuela. 'Estão vendo as imagens", disse o jornalista. 

No entanto, alguns "aceitaram a pré- mobilização para manter seus empregos no sistema de negócios das Forças Armadas", que é "a parte mais dinâmica da economia cubana." 

Nos últimos dias, usuários de redes sociais e alguns meios de comunicação venezuelanos relataram a suposta presença de militares cubanos no país. No entanto, a informação não foi confirmada por outras fontes. 

Traduzido pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte

Do original:
http://www.canalntn24.com/node/124043/

Comentários