SMS paga atrasados aos prestadores de serviços


Os 80 médicos que prestam serviços à Secretaria Municipal de Saúde de Maceió já começaram a receber os salários atrasados. A negociação para que eles não deixassem os servidos de pronto atendimento do município, onde realizam mais de 10 mil consultas por mês, aconteceu na semana passada. Quando o secretário Jaelson Gomes se reuniu com o Sinmed para tratar do assunto, ele estava acompanhado de uma representante da Secretaria de Finanças, que explicou que a burocracia para o pagamento de prestadores de serviços foi responsável pelo acúmulo de três meses de salários atrasados.

Conforme o secretário explicou, serão adotadas medidas para que os salários não voltem a atrasar. Serão promovidas mudanças para diminuir a burocracia, como forma de evitar transtornos para os médicos, para o município e, naturalmente, para quem precisa de assistência médica. Uma nova reunião entre o Sinmed e o secretário está agenda para a próxima semana, quando serão discutidas outras pendências de interesse dos médicos de Maceió.

Um dos assuntos, enquanto o prefeito não volta das férias, é justamente a necessidade de realização de concurso público para preenchimento das vagas de médicos existentes no quadro de servidores da SMS. Esses 80 prestadores de serviços que estavam trabalhando sem receber há três meses poderiam ser servidores efetivos, com todos os direitos que a lei assegura aos servidores concursados, caso a Prefeitura já tivesse feito o que a Constituição determina que se faça, quando ocorre carência de pessoal.

Comentários