Somos Todos Venezuela: sem liberdade de imprensa, não há democracia


Um grupo de jornais colombianos iniciou uma campanha na quinta-feira para divulgar notícias coletadas dos jornais da Venezuela que enfrentam severas restrições de papel de imprensa.

Espera-se que outros jornais da América Latina tenham a mesma iniciativa nos próximos dias , disse em uma entrevista por telefone com a Associated Pres ,Nora Sanin , diretora-executiva da Associação Colombiana de Editores de Jornais e Meios informativos.


" Construir essa possibilidade de que todos os cidadãos do continente possam ver o que está acontecendo na Venezuela é de suma importância ", disse Sanin . "A situação é tão crítica que acreditamos que se não nos unirmos para buscarmos formas de gerar essa consciência " não se logrará reverter a situação, mas " esperamos conseguir mudar a atitude do governo da Venezuela, que é a aspiração ", acrescentou .


A campanha se chama " Todos por Venezuela, sem imprensa livre , não há democracia " e sob esse título os diários de Bogotá como o El Tiempo e El Espectador , entre vinte jornais de diferentes regiões do país ,publicaram as notícias de seus colegas venezuelanos El Universal de Caracas, El Informador da cidade de Barquisimeto , no oeste da Venezuela ,o La Nación da cidade de San Cristobal , perto da fronteira com a Colômbia.

Cada diário que participa da campanha escolhe os conteúdos que deseja publicar do portal dos venezuelanos que conhecem o projeto. A iniciativa vai se estender inicialmente por uma semana ,disse Sanin observando que por agora tem o apoio do jornal brasileiro O Globo que começaria na sexta-feira , e da Argentina, Clarín, El Universal do México e El Comércio do Equador fariam nos próximos dias .

Leia mais

Traduzido pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original

Diarios latinoamericanos comienzan campaña por Venezuela

Comentários