Alerta em Cuba por Chikungunya Africano

Descrita na literatura científica desde 1952 a partir de um surto no sul da Tanzânia , o seu nome vem de Kimakonde língua significa " dobrar" , referindo-se à aparência curvada dos pacientes devido à dor nas articulações.


Um vírus pouco conhecido que chegou da África  as ilhas do Caribe há apenas quatro meses e que os especialistas temem que se espalhe por toda a área , foi o que fez soar o alerta em Cuba. Seu nome: febre chikungunya ou artrite epidêmica  chikungunya .

Igual a dengue, chikungunya é transmitida pela picada da fêmea infectada Aedes aegypti e o desconforto ocorre entre 4 e 8 dias depois.

"Embora o nosso país não tenha relatado a doença , a proximidade nos coloca em um alarme " ,informou o jornal  Giron da província de Matanzas citando a chefe do departamento nacional de controle do Aedes aegypti , a Dra. Iliana Morales, sobre a necessidade de reforçar a eliminação de focos do mosquito .

Segundo o jornal, em 2013 , em Matanzas foi relatado  1.656 focos , cerca de 785 a mais em relação ao mesmo período , conforme registrado no Relatório de Balanço do Departamento Provincial de Saúde . Os municípios com maior número de focos detectados foram Cárdenas, Matanzas , Jagiiey Grande , Colon e Jovellanos , nessa ordem.


A doença é caracterizada por febre seguida de intensa dores nas articulações , dores musculares , dor de cabeça e erupção cutânea. Ela pode ser confundida com dengue, pois alguns de seus sinais clínicos são semelhantes.

Não há tratamento curativo , somente os sintomas são aliviados . Embora a maioria dos pacientes se recuperem completamente , em alguns casos, a dor articular pode durar vários meses ou mesmo anos .

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) têm relatado casos ocasionais com lesões oculares,  neurológicas e cardíacas e desconforto gastrointestinal. As complicações graves são raras, mas em pessoas idosas a doença pode contribuir para a morte.

Uma equipe de especialistas do Centro de Controle de Doenças (CDC , por sua sigla em Inglês) de Atlanta , da Secretaria de Saúde da Flórida e do Controle de Mosquitos acabam de difundir um informe  intitulado O Vírus chikungunya , preparando a Florida para uma ameaça emergente , onde analisam as medidas a serem adotadas pelo Estado ante a provável presença da doença.

O vírus é endêmico na África, mas se espalhou para as ilhas do Caribe .

A OMS informou que o primeiro surto não importado ocorreu em 6 de Dezembro , na parte francesa de Saint Martin e espalhou-se rapidamente através de outras ilhas da região .

O ministro da Saúde dominicano , Freddy Hidalgo , confirmou em 04 de abril a existência de febre chikungunya , na província de San Cristobal, próximo a oeste de Santo Domingo.


O  CDC informou em seu site a existência de chikungunya em Anguilla , Ilhas Virgens Britânicas , Dominica , República Dominicana, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, Saint Barthelemy , São Cristóvão , São Martinho (francês) e St. Maarten ( holandês).



Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original
Alerta en Cuba por Chikungunya africano

Comentários