DEM quer explicações de Padilha e executivo do Laborgen em quatro comissões


A bancada do Democratas vai apresentar na próxima segunda-feira (28/4) requerimentos de convite ao ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e ao executivo do laboratório Labogen, Marcuz Cezar Ferreira de Moura. Os convites serão protocolados nas Comissões de Fiscalização Financeira e Controle e Seguridade Social e Família. O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho (PE), quer explicações sobre a suposta interferência de Padilha na contratação de Moura no Labogen, empresa de fachada controlada pelo doleiro Alberto Yousseff, que chegou a firmar contrato com o Ministério da Saúde para fornecimento de medicamentos. A denúncia divulgada na noite de ontem (24/4) pela Veja online, se baseia em intercepções telefônicas da polícia federal pela operação Lava Jato.

“Padilha foi ministro de Estado até bem pouco tempo e como foi citado em interceptações da polícia federal um ex-colaborador seu, é importante que ele venha ao parlamento dar sua versão sobre o episódio. Estamos aqui cumprindo a função do Congresso de órgão fiscalizador do poder Executivo”, justifica o líder do DEM

























A reportagem citou algumas das 270 mensagens trocadas entre Yousseff o deputado petista licenciado André Vargas. Nelas a PF encontrou menção a Padilha como responsável pela indicação de Marcuz Moura para a diretoria do Labogen. Moura foi coordenador de Promoção de Eventos da Assessoria de Comunicação da Saúde na gestão de Alexandre Padilha. O Labogen foi uma das empresas usadas pelo doleiro Youssef em um esquema de lavagem de dinheiro de R$ 10 bilhões investigado pela PF.

Comentários