EUA mantém Cuba em lista de países terroristas


O Departamento de Estado anunciou quarta-feira seu relatório anual sobre o Terrorismo de 2013, que coloca Cuba junto ao Irã ,Sudão e Síria.


Para designar um país como um Estado patrocinador do terrorismo, o Secretário de Estado deve determinar que o governo daquele país, tem proporcionado apoio repetidamente por atos de terrorismo internacional. Uma vez que um país é designado, continua a ser um Estado patrocinador do terrorismo até ser retirado em conformidade com os critérios legais. Uma vasta gama de sanções são impostas como resultado da nomeação de um Estado patrocinador do terrorismo incluindo: 

Proibição de exportação e venda de armas . 
Controle das exportações de produtos de dupla utilização, necessitando de 30 dias de notificação do Congresso para bens ou serviços que poderiam melhorar significativamente a capacidade militar do país listado como um terrorista ou a capacidade de apoiar o terrorismo. 
Proibição de assistência financeira. 
Imposição de restrições financeiras e outras.


Mais informações sobre a designação de um Estado patrocinador do terrorismo podem ser encontradas em:


Cuba foi designado como Estado patrocinador do terrorismo em 1982.

Cuba tem proporcionado durante muito tempo refúgio seguro a membros da Pátria Basca e Liberdade ( ETA ) e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) . Os Relatórios continuam a indicar que as relações de Cuba com o ETA tornaram-se mais distante, e cerca de oito das duas dezenas de membros do ETA que vivem em Cuba foram realocados em cooperação com o governo espanhol . Ao longo de 2013, o Governo de Cuba apoiou e acolheu negociações entre as FARC e o governo da Colômbia , visando a obtenção de um acordo de paz entre as duas partes. O governo de Cuba tem facilitado a viagem de representantes das Farc a Cuba para participar dessas negociações , em coordenação com os representantes dos governos da Colômbia , Venezuela e Noruega , bem como a Cruz Vermelha.

Não houve indicações de que o governo cubano tenha fornecido treinamento paramilitar e armas para grupos terroristas.

O governo cubano continuou abrigando fugitivos procurados nos Estados Unidos . O governo cubano também deu apoio , tais como habitação , cartão de racionamento de alimentos e cuidados médicos para essas pessoas .
Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte

Do original:
Publicado en Diario Las Américas

Comentários