Human Rights Watch :as violações dos direitos humanos contra os manifestantes da oposição na Venezuela incluem tortura


"Castigados por reclamar: as violações dos direitos humanos nas ruas,centros de detenção e no sistema judicial da Venezuela"



A organização Human Rights Watch ( HRW) denunciou as violações dos direitos humanos contra os manifestantes da oposição na Venezuela , incluindo a tortura , a fim de punir a dissidência política , de acordo com um relatório divulgado segunda-feira sobre os protestos , que deixaram 41 mortos.


HRW encontrou " evidências convincentes de graves violações dos direitos humanos cometidas por membros das forças de segurança " e os funcionários da justiça da Venezuela , em 45 casos que cobrem mais de 150 vítimas , diz o relatório publicado em Washington.


Os "membros das forças de segurança também permitiram que gangues armadas de simpatizantes do governo atacassem civis desarmados , e em alguns casos abertamente colaboraram com eles", o documento de cem páginas , intitulado "Castigados por protestar . "


Os casos incluem as violações do direito à vida, ataques físicos , detenções arbitrárias e violação do devido processo legal ,assim como torturas e tratamento cruel contra oponentes que tomaram as ruas desde fevereiro , para protestar contra o governo do presidente Nicolas Maduro.


Segundo o diretor da HRW para as Américas, José Miguel Vivanco , as denúncias " são parte de um padrão preocupante de abusos que representa a mais grave crise na Venezuela que temos visto nos últimos anos ", disse ele em um comunicado a imprensa.


O relatório apresenta os resultados de uma investigação da HRW em março- no auge dos protestos , em Caracas e em três estados da Venezuela, com testemunhos de vítimas e suas famílias , médicos, jornalistas , advogados e defensores dos direitos humanos , entre outros , bem como evidências dos abusos.


A organização descobriu que alguns manifestantes usaram métodos violentos, como atirar pedras e coquetéis molotov contra a polícia , conforme relatado pelo governo venezuelano .


No entanto, nos 45 casos estudados foram soldados que recorreram ao" uso ilegítimo da força repetidamente " assim como " insultos políticos " contra manifestantes pacíficos e desarmados, mesmo depois que eles foram presos , segundo a ONG com sede em Nova York .


Portanto, a Human Rights Watch conclui que "o objetivo da( atuação policial ) não foi restaurar a ordem pública e dispersar os protestos, mas sim punir pessoas por suas opiniões políticas reais ou supostas ", disse a organização . Em um terço dos casos, as vítimas eram fotojornalistas ou pessoas com telefones celulares que estavam documentando as ações da polícia.


As Manifestações de rua ,cuja a intensidade diminuiu desde que começaram em 4 de fevereiro , deixaram 41 mortos e mais de 700 feridos, enquanto a promotoria realiza 145 investigações por violação dos direitos humanos,a maioria principalmente cruéis.

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte

Do original:
HRW denuncia violaciones sistemáticas de DDHH en Venezuela

Comentários