Quem é Abubakar Shekau, o líder do Boko Haram?




É a cara do terror. Um líder cruel com uma ideologia torcida, e o arquiteto de uma campanha sádica de caos e miséria. 

Ainda assim, há pouca informação sobre Abubakar Shekau, líder do Boko Haram. 

Opera nas sombras e deixa seus subordinados orquestrarem suas ordens repulsivas. Reaparece ocasionalmente em mensagens gravadas para zombar da impotência do Exército nigeriano. E usa sua fé para recrutar para a sua causa crédulo e marginalizadas.



Pouco se sabe sobre o homem mais procurado da Nigéria, Abubakar Shekau. O líder do grupo extremista islâmico Boko Haram atraiu a atenção mediática mundial a 14 de Abril, quando mais de 200 alunas foram raptadas de uma escola no Nordeste da Nigéria. Já em Maio, Shekau assumiu o rapto num vídeo – sem formalidades e aparentemente divertido - e garantiu que iria vender as vítimas: “Porque é que estão todos a fazer tanto barulho só porque levei umas raparigas que, de qualquer forma, estavam a receber educação ocidental?”. Na língua hausa, Boko Haram significa ‘Educação ocidental é proibida’. Na quarta-feira novo relato de horror: pelo menos 150 pessoas chacinadas às ordens do líder numa aldeia nigeriana.


Desconhece-se a idade de Shekau, que terá cerca de 40 anos. O Departamento de Estado norte-americano aponta como possíveis datas de nascimento 1965, 1969, 1975, no actual estado de Yobe, no Nordeste da Nigéria. Em Junho de 2012, Washington ‘promoveu’ Shekau à categoria de terrorista global, oferecendo uma recompensa de 7 milhões de dólares por informações que levem à sua captura. A organização terrorista tem ligações à al-Qaeda. 

Apesar de não se saber quando se juntou ao grupo extremista islâmico, fundado por Mohamed Yusuf, Abubakar Shekau era o n.º 2 do Boko Haram em 2009, ano em que Yusuf morreu numa operação lançada pelo Governo nigeriano. Em Julho de 2010, Shekau apresentar-se-ia, em vídeo, como o novo líder, pronto para o contra-ataque. Desde então, e segundo dados de organizações dos direitos humanos, mais de três mil pessoas terão sido assassinadas pelo grupo, que não poupa mulheres, crianças, civis, militares, muçulmanos, cristãos. A delegação das Nações Unidas em Abuja, capital da Nigéria, foi alvo de um atentado bombista em Agosto de 2011 – o primeiro golpe letal contra o Ocidente orquestrado por Shekau. 

“É o mais louco de todos os comandantes. Acredita mesmo que não há problema em matar qualquer pessoa que não concorde com ele”, garantiu ao jornal britânico Guardian uma fonte próxima do grupo, acrescentando ainda que Shekau vira costas ao luxo e é controlador, o que já levou à deserção de outros oficiais. 

“Há um mercado para vender humanos. Alá diz-me para vender”, ameaça Abubakar Shekau no vídeo, justificando sempre os seus actos com uma vontade divina – esquema que usa também para recrutar seguidores. Há um ano, o líder já tinha avisado que ia raptar meninas, numa retaliação ao sequestro de mulheres e filhos dos membros do Boko Haram, alegadamente levado a cabo por militares nigerianos. 

Por duas vezes foi dado como morto – em 2009 e 2013 –, apenas para voltar a espalhar um terror que já ganhou proporções globais.


http://cnnespanol.cnn.com/2014/05/07/quien-es-abubakar-shekau-el-lider-de-boko-haram/
http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/quem-e-boko-haram-grupo-que-sequestrou-centenas-na-nigeria
http://sol.sapo.pt/inicio/Internacional/Interior.aspx?content_id=105063

Comentários