Violação de princípios:PSDB representa contra Padilha na Procuradoria da República



O líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), protocolou representação junto à Procuradoria da República do Distrito Federal contra o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, por suposta prática de improbidade administrativa.

De acordo com reportagens da imprensa, a partir de investigações da Polícia Federal, Padilha teria indicado um dos diretores da Labogen, laboratório do doleiro Alberto Youssef, preso na operação Lava Jato, da PF. Ainda segundo a imprensa, a indicação coincidiu com a época em que o laboratório estava pleiteando a realização da parceria com o ministério, que poderia chegar a R$ 31 milhões em cinco anos.

“O próprio ato de um ministro de Estado indicar um ex-assessor para ocupar um posto de administração em uma empresa privada já gera suspeitas de violação aos princípios da Administração Pública. Quando essa indicação ocorre justamente em meio ao processo de formalização de um contrato entre o ministério e a empresa, essas suspeitas assumem gravidade extrema”, afirma Imbassahy, na representação.

A ação também pede abertura de investigação contra o ex-assessor de Coordenação de Eventos do Ministério da Saúde, Marcus Cezar Ferreira de Moura, e outros dois servidores do MS: o diretor de Produção Industrial e Inovação, Eduardo Valadares Oliveira e Carlos Gadelha, secretário de Ciência Tecnologia e Insumos Estratégicos.

(Da assessoria de imprensa da Liderança do PSDB/Foto: Alexssandro Loyola)

Comentários