HGE de Maceió investiga possível surto de pneumonia

As informações acerca de pessoa/lugar/tempo são escassas.
Foram colhidas amostras biológicas de todos os casos? Foram tratados? Se sim, como?
Qual o vínculo entre os casos: mesmo setor? Mesmo turno? Houve casos secundários (ou primários?) entre pacientes?

Dois casos de tuberculose foram confirmados. Os outros 10 mencionados foram descartados?

Algumas hipóteses devem ser consideradas, investigadas e confirmadas/descartadas: influenza, parainfluenza... Coqueluche, micoplasma... legionelose. Não custa lembrar sobre possíveis agentes emergentes, sobretudo em um cenário de evento de massa internacional. O MERS-CoV, por exemplo, o qual vêm sendo descrito entre profissionais da saúde expostos a pacientes procedentes de países do Oriente Médio (veja abaixo).
Informações adicionais seriam bem vindas.

Vamos acompanhando.
Comentário: de laInternational Society for Infectious Diseases




Hospital de Maceió investiga possível surto de pneumonia

Data: Quarta-feira / Miercoles, 18 de junho/junio de 2014
Fonte: G1 ,16/06/2014,editado.

HGE afastou 10 funcionários com pneumonia e dois com tuberculose. Sindicato realizou assembleia para alertar demais funcionários sobre riscos.

A direção do Hospital Geral do Estado (HGE) está investigando um possível surto de pneumonia naquela unidade de saúde. O caso veio à tona após o Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social e Trabalho do Estado de Alagoas (Sindprev) denunciar o afastamento de mais de 10 funcionários diagnosticados com pneumonia em apenas uma semana. Entre eles, ainda segundo o sindicato, 2 foram diagnosticados também com tuberculose.

Os sindicalistas realizaram uma assembleia no hospital, na manhã desta segunda-feira (16) [junho/2014], para deixar os demais servidores cientes do que está se passando na unidade de saúde. Segundo a diretora do Sindprev, Valda Lima, houve uma reunião na última sexta-feira (13) [junho/2014] com integrantes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), para discutir os riscos da situação.

"Está havendo um surto dentro do hospital. Eles foram diagnosticados com pneumonia, dois deles com tuberculose. Eles estão afastados. Existem pacientes na ala vermelha com tuberculose e não ficam na área de isolamento", disse.

A assessoria de comunicação do HGE confirmou o afastamento de 12 servidores no período apontado pelos sindicalistas. Sendo 10 diagnosticados com pneumonia e dois com tuberculose. Disse ainda que o caso está sendo investigado e acompanhado pela direção do hospital. Entretanto, ainda não é possível dizer se há surto da doença.

O HGE afirmou que o procedimento em relação a pacientes diagnosticados com tuberculose é o encaminhamento ao Hospital Hélvio Auto, mas que muitos pacientes não conseguem vagas e vão para o HGE sem informar a doença. Até os servidores identificarem que é pneumonia, acabam ficando expostos, segundo o hospital.

Comentários