OMS notifica 3 casos de cólera no México

Obs: Organizações de Direitos Humanos reportam inúmeros casos de cólera em Cuba,porém para manter a farsa de uma saúde avançada o governo ditatorial Cubano de Fidel Castro não informa a real situação epidemiológica na ilha prisão!


Cuba

Não houve novos casos desde a semana epidemiológica 08/2014.

República Dominicana

No período de novembro/2010 até a semana epidemiológica 22/2014 houve 31.628 casos suspeitos de cólera, incluindo 471 óbitos.

No período entre as semanas epidemiológicas 01 e 22/2014 houve 156 casos suspeitos de cólera, com 04 óbitos. No mesmo período em 2013 média mensal de 130 casos/13 óbitos, em 2012 média mensal 557 casos/21 óbitos e 2011 240 casos/35 óbitos.

Haiti

Entre outubro/2010 e a semana epidemiológica 23/2014 houve 703.510 casos de cólera (dentre os quais 393.912 hospitalizados (56%)e 8.562 óbitos [taxa de letalidade acumulada 1,2%]).

Entre as semanas epidemiológicas 01 e 23/2014 foram notificados 6.689 casos, dentre os quais 31 óbitos (taxa de letalidade média 0,5%), média semanal 291 casos/1 óbito; no mesmo período em 2013 993 casos/8 óbitos, 2012 1.498 casos/11 óbitos e 2011 7.697 casos/62 óbitos.

México

Em 13/junho/2014 o ponto focal nacional do RSI notificou 03 casos de uma mesma família com infecção confirmado pelo Vibrio cholerae O:1 Ogawa toxigênica em Tlaxcoapan (estado de Hidalgo).

O início de sintomas ocorreu em 06/junho/2014 e havia histórico de consumo de "comida de rua" antes dos sintomas. Até o momento não há outros casos identificados.

Os casos são os primeiros confirmados no México em 2014.

Durante o ano de 2013, no período entre as semanas epidemiológicas 37 e 51, 187 casos confirmados de infecção pelo V. cholerae O:1 Ogawa toxigênica foram notificados no país.

http://www.paho.org/hq/index.php?option=com_docman&task=doc_view&gid=25979+&Itemid=999999&lang=en

Comentários