Em Cuba 12 pessoas estão sob observação por suspeita de Ebola

Uma das salas do Instituto de Medicina Tropical Pedro Kouri (IPK), em Havana (Cuba).
Uma das salas do Instituto de Medicina Tropical Pedro Kouri (IPK), em Havana (Cuba).

Cuba envia todos os viajantes provenientes da região afetada pelo vírus Ebola para o Instituto de Medicina Tropical Pedro Kouri onde são mantidos em isolamento obrigatório, pelo menos, 21 dias, disse Jorge Pérez,  diretor do centro de investigação de Medicina Tropical . 

Dr. Jorge Pérez, diretor do Instituto de Medicina Tropical Pedro Kouri.

Dr. Jorge Pérez, diretor do Instituto de Medicina Tropical Pedro Kouri. 




Até agora, 28 pessoas de Serra Leoa, Guiné, Congo, Nigéria e Cuba foram isoladas, dos quais 12 permanecem internadas, disse Jorge Perez Avila, diretor do hospital de atendimento de doenças tropicais. 


"Se você não quer ficar em observação, não há problema. Você tem o direito de voltar para o seu país, mas não venha aqui para o meu", disse Perez, cujo instituto também coordena o treinamento para a missão médica cubana contra o Ebola. 


Em uma entrevista concedida em 10 de Outubro a Martí Noticias, Pérez Ávila explicou o protocolo que Cuba segue para prevenir a infecção no país: 


Supervisionar portos e aeroportos para determinar através de scanner e laser qualquer pessoa que venha com estado febril. 


- Entrevistar passageiros sobre a possibilidade de contato com pessoas infectadas ou a sua permanência ou trânsito por países onde houve casos de Ebola. 


- Internar em um quarto do IPK as pessoas em risco de contrair a doença para passar o período de observação ou o contrário, se ele é um estrangeiro, oferecer a opção de retornar ao seu país.


Editado e traduzido pelo Blog Alagoas Real.
Se copiar é obrigatório citar a fonte original,e o Blog Alagoas Real,com seus links anexos!

En Cuba 12 personas están bajo observación por sospecha de ébola



Comentários