Banco Central de Cuba admite que é incapaz de atender os pedidos de financiamentos


O Banco Central de Cuba admite que é incapaz de atender a demanda por financiamentos

O Banco Central de Cuba (BCC) entregou nos últimos três anos um total de 3,231 milhões de pesos (135 mil dólares) em empréstimos a pessoas físicas, dos quais 63 por cento foram gastos na construção e reparação de casas.


A instituição reconheceu que a demanda por serviços bancários ultrapassou "a capacidade" e, não se descarta a possibilidade de abrir novas agências ,especialmente em Havana e nas capitais das províncias .

Até setembro do ano passado, e desde dezembro de 2011,entrou em vigor a nova política de crédito que incluiu pessoas físicas- Cuba concedeu 378.011 desses créditos, disse o vice-presidente da BCC, Francisco Mayobre, em declarações publicadas hoje pelo oficial Granma.

"Houve levantamentos, e revelou que os trabalhadores independentes têm muitas dúvidas e insatisfações com o trabalho do banco", admitiu o funcionário.

O governo de Raúl Castro autorizou o financiamento bancário para pessoas físicas como forma de aumentar o emprego autônomo, a produção agrícola e a reabilitação das habitações, entre outras medidas.


Até agora, a maioria dos empréstimos foram solicitados por cubanos que querem construir casas e "agricultores individuais", mas, no caso dos empresários, "o desenvolvimento do crédito (...) não aconteceu como o esperado", disse Mayobre.

O BCC informou que tomou medidas para facilitar a concessão de empréstimos para o setor privado, simplificando as exigências de documentação e garantias, e variando as taxas de juros e prazos de reembolso, entre outras iniciativas.

Editado e traduzido pelo Blog Alagoas Real.
Se copiar é obrigatório citar a fonte original,e o Blog Alagoas Real,com seus links anexos!
Banco Central de Cuba incapaz de satisfacer demanda de créditos

Comentários