Ebola deixa dez mil crianças órfãs na África

ebola ArteDJOR
A Unicef calcula que o Ebola deixou dez mil crianças órfãs nos três países mais afetados pela epidemia, Guiné Conacri, Libéria e Serra Leoa.




Mas a esmagadora maioria não ficou sozinha. A Unicef diz que precisou de garantir acolhimento para apenas 150.

Um dos responsáveis da UNICEF na África Ocidental, Andy Brooks, revelou  que cerca de dez mil órfãos do Ebola beneficiaram de "uma tradição muito forte. São as famílias e as comunidades que cuidam das crianças quando os pais morrem".

Apesar de o acolhimento estar quase sempre garantido, Andy Brooks admite que estas crianças são muitas vezes vítimas de discriminação "por causa do grande medo que a doença provoca na maior parte das pessoas".

O responsável da UNICEF disse ainda que a tragédia, que se abateu sobre os 10 mil órfãos da Guiné-Conacri, Serra Leoa e Libéria, pode representar também uma oportunidade. Outros problemas como a pobreza e a falta de escolas estão agora ,por causa da atenção despertada pela epidemia de Ebola, à vista de todos; "Temos uma visibilidade muito melhor. O Ebola ajudou-nos a estar mais atentos às crianças"

Editado  pelo Blog Alagoas Real.
Se copiar é obrigatório citar a fonte original,e o Blog Alagoas Real,com seus links anexos!

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=4332093

Comentários