Greve em Maceió prejudica trabalho médico

SINMED.


Greve em Maceió prejudica trabalho médico

Os médicos da rede municipal de saúde de Maceió não aderiram à greve dos servidores. Eles continuam a postos, cumprindo a carga horária normal, mas o atendimento à população está prejudicado devido à paralisação das demais categorias. Sem ter quem faça triagem, encaminhe os pacientes para atendimento e realize atividades de apoio fica difícil trabalhar.



Embora não façam greve, os médicos cobram da atual administração a volta da folha SUS, que era paga há 18 anos, e que era o que diferenciava o salário-base dos médicos dos demais servidores de nível superior. A Procuradoria Geral do Município ainda não se pronunciou sobre o pedido de reconsideração da suspensão da folha, encaminhado pelo SINMED.

Comentários