MESM : Atendimento fica no HU e HGE


Atendimento fica no HU e HGE

Atendimento fica no HU e HGE

Agora que o governo reconheceu que a Maternidade Escola Santa Mônica não tem condições de funcionar e que a reforma (que já foi inaugurada, mas só seria concluída neste mês março) só deve terminar lá para setembro, a assistência neonatal da rede estadual de saúde está oficialmente transferida para o HGE e o HU (aquele mesmo que em dezembro último “devolveu” a demanda da Santa Mônica por falta de capacidade para supri-la). Médicos e demais servidores da MESM já estão cumprindo seus expedientes nos novos locais de trabalho. Como foi dito na nota acima, falta repassar essa informação para a população.

Infelizmente, apesar dessa medida, o caos deve continuar. Se Maceió não tem capacidade para atender a própria demanda por parto normal na rede pública, o que dizer de ter que suprir ainda a demanda de outros municípios e toda a demanda do Estado para gestações de alto risco? Não supre. Por isso a Santa Mônica, quando em funcionamento, vive superlotada e precisando de reformas. Por isso, também, o HU vive operando além da capacidade, precisando muitas vezes fechar as portas por não ter onde acomodar mais pacientes.



O investimento que precisa ser feito é na construção e aparelhamento de novas maternidades, que atendam tanto às gestantes que deverão ter um parto normal quanto àquelas que apresentam quadro de alto risco. É preciso aumentar o número de leitos, de equipamentos e de pessoal para dar a assistência adequada à demanda atual, que só tende a crescer.

Comentários