Grevistas fecham postos de Maceió

Grevistas fecham postos de Maceió


Grevistas fecham postos de Maceió

Mesmo estando insatisfeitos com o Prefeito Rui Palmeira, os médicos da rede municipal de saúde de Maceió decidiram não aderir à greve geral que atinge a saúde e outros setores da administração municipal. Apesar disso, a categoria não está podendo trabalhar, devido ao fechamento dos postos pelos grevistas. 

Os médicos apoiam a greve e as reivindicações dos profissionais de níveis, superior, técnico e básico, mas tentam negociar suas próprias reivindicações sem paralisar as atividades. Como já existe uma decisão judicial determinando que os grevistas mantenham pelo menos 50% dos serviços à população, os médicos só esperam a reabertura dos postos, com pessoal de apoio, para retomar os trabalhos.

“Mesmo não estando em greve não tem como os médicos trabalharem sozinhos nos postos de saúde. Além de dependerem do trabalho de outros profissionais, em bairros com altos índices de violência é impossível reabrir os postos com dois ou três médicos lá dentro sem ter nem mesmo um vigilante”, disse o presidente do SINMED, Wellington Galvão. 



Comentários