Texas :Primeiro caso de transmissão local do vírus Zika


aedes

Uma fêmea do mosquito Aedes aegypti se alimenta de um pesquisador da Universidade Rockefeller


As autoridades de saúde do Texas, disseram na segunda-feira que uma mulher de Brownsville está infectada com Zika.


Não há outros casos de suspeita de transmissão local neste momento, mas as autoridades de saúde continuam a realizar atividades de vigilância de doenças como parte da resposta contínua do estado.


O caso da mulher que não é surpreendente dada a localização de Brownsville no Vale do Rio Grande, do outro lado da fronteira do México, que tem transmissão local permanente de Zika em várias comunidades.


O vale é considerado um local de maior risco por causa dos surtos anteriores de dengue, um vírus semelhante que é transmitido pelo mesmo tipo de mosquito.Autoridades do Texas acompanham de perto as pessoas para detectar sinais de infecção, bem como a verificação de populações do agressivo mosquito Aedes aegypti , que é mais comumente encontrado no sul do Texas e é o principal transmissor de Zika.


"Nós não identificamos mais de um caso isolado" no Texas, disse o diretor do CDC Tom Frieden em uma entrevista.


Mas as autoridades de saúde e o público, especialmente mulheres grávidas, precisam continuar vigilantes. O caso Brownsville "enfatiza que ainda há partes dos Estados Unidos, onde Zika ainda pode se espalhar", disse Frieden. "A temporada ainda não terminou, e nós precisamos continuar controlando rigorosamente o que está acontecendo, a fim de ajustar os riscos à medida que ocorrem."

Na semana passada, o CDC relatou notícias perturbadoras sobre o risco mais amplo para bebês infectados com Zika. Pesquisadores americanos e brasileiros estudaram um pequeno grupo de bebês infectados com Zika no Brasil, que nasceram com crânios de tamanho normal, mas desenvolveram microcefalia , uma condição muitas vezes acompanhada de graves danos cerebrais, cinco meses a um ano após o nascimento.

As crianças brasileiras desenvolveram lesões neurológicas graves, como a diminuição do volume do cérebro e diminuição do tecido cerebral com um padrão específico de depósitos de cálcio que indicam danos. Em alguns casos, as mães tiveram ultra-sons durante a gravidez que mostraram anormalidades cerebrais dos bebês. Mas em outros bebês, estes problemas só apareceram durante a tomografia computadorizada ou ressonância magnética realizada após o nascimento.

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original e o blog ALAGOAS REAL

https://www.washingtonpost.com/news/to-your-health/wp/2016/11/28/zika-surfaces-in-texas-likely-to-be-first-local-transmission/

Comentários