Bebê morre após ingerir leite materno contaminado por vírus Ebola

Guiné : uma menina de nove meses morreu de Ebola sem nunca ter estado em contato com um paciente contaminado. Sua mãe, que nunca tinha tido sintomas, desconhecia completamente que ela tinha sido infectada com o vírus.
Mãe amamentando seu filho na Libéria (foto ilustrativa)
É somente um estudo de caso, da Clinical Infectious Diseases , publicado em 10 de dezembro de 2016 mas que mostra que o Ebola não deu sua última palavra na África Ocidental.


O estudo reforça a tese que o acompanhamento da doença tem que ser permanente



Morta em cinco dias

Inicialmente, nada alarmante para um bebê de nove meses: 


Em 18 de Agosto, uma menina de Dubreka, Guiné, teve febre, diarreia, vômitos e tosse. Seu pai, um enfermeiro experiente, administra mais drogas: um antibiótico de largo espectro (eritromicina), paracetamol, um medicamento anti-malária (amodiaquina),contra parasitoses intestinais (albendazol) e um antiemético . Durante cinco dias, a condição do bebê é estável. Mas em 24 de agosto, sua condição deteriorou-se rapidamente e o centro de saúde local envia os pais para o Hospital Universitário Conakry. A menina nunca vai chegar: pelo jeito- ela tem uma grave dificuldade respiratória aguda e morre.

Um teste de saliva vai colocar um nome para o seu mal: Ebola . Mas já havia se passado mais de 42 dias que a área onde ela vive não registrava casos (o período máximo de incubação é de 21 dias, e o prazo de 42 dias, é usado para declarar o fim de uma cadeia de transmissão) e a menina "nunca foi ao centro de saúde para ser vacinada porque sua mãe temia que ela tivesse contato com doentes de Ebola ", relatam os autores do estudo. Seus pais não tinham frequentado funerais de doentes desde o início da epidemia, eles não tinham febre ou outros sintomas sugestivos de que eles pudessem ter sido contaminados pelo vírus Ebola



Privilégio imunológico

Então como se deu a infecção da bebê? 

O estudo genômico da estirpe do vírus encontrado na mesma, e as análises realizadas entre os pais, permitiu que uma equipe internacional liderada por cientistas franceses e alemães desvendassem o mistério.

Os pais tinham anticorpos contra Ebola, indicando que ambos foram infectadas com o vírus sem desenvolver a doença. Uma situação que poderia não ser rara: Em novembro, pesquisadores dos Estados Unidos explicaram que foi encontrado em 187 Serra-Leoneses que não tinham sido identificados como infectados, 14 pessoas com anticorpos e que 12 delas nunca tinham sentido nenhum sintoma. Os pesquisadores disseram que os portadores assintomáticos pode representar até 25% do número total de pessoas realmente infectadas! Sabemos também que o vírus pode meses depois que o corpo combateu a infecção, se esconder em lugares conhecidos como "privilégio imunológico" (órgãos ou tecidos em que a resposta imune é específica, não para destruí-los), que poderia, então, ser os "reservatórios" do vírus Ebola.



Leite materno


Em relação ao caso do bebê de Dubreka, não foi encontrado nenhum traço de Ebola no sangue ou urina de seus pais, mas partículas virais foram detectadas no sêmen do pai, e no leite da mãe. A proximidade da linhagem materna com a encontrada na menina mostra que , provavelmente, foi através da alimentação da mãe que infectou sua filha.

Esta não é a primeira vez que vestígios do vírus foram detectados no leite materno, mas esta via de transmissão " ocorrer vários meses após a recuperação parece ser extremamente rara", os autores observaram: Felizmente, "Entre as muitas mulheres sobreviventes ao surto, há provavelmente centenas de mães que deram à luz a bebés saudáveis ​​após o fim da epidemia."


O caso descrito mostra, no entanto, "a possibilidade de transmissão viral por indivíduos que não tenham sido diagnosticado com a doença, por isso, não sabem que eles carregam o vírus Ebola.

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original e o blog ALAGOAS REAL

http://sante.lefigaro.fr/article/ebola-un-bebe-contamine-par-le-lait-de-sa-mere
http://ve.oxfordjournals.org/sites/default/files/Outbreak_sequencing_of_Ebola_virus.pdf





Bebê morre após ingerir leite materno contaminado por vírus Ebola
Guiné : uma menina de nove meses morreu de Ebola
Um teste de saliva vai colocar um nome para o seu mal: Ebola
Reviewed by: Mário Augusto on 12, 13, 2016.
Rating: ★★★★★ (5 out of 5)




Comentários