Presença e persistência de RNA do vírus Zika, no sêmen

Vírus Zika no sêmen

Reino Unido, 2016 : Presença e persistência de RNA do vírus Zika, no sêmen



O RNA do vírus Zika foi detectado no sémen colhido vários meses após o início dos sintomas de infecção.Dado o potencial de transmissão sexual do vírus Zika e de anomalias fetais graves resultantes da infecção durante a gravidez, informações sobre a persistência do vírus no sêmen Zika é fundamental para o avanço da nossa compreensão dos riscos potenciais. Testamos amostras de sêmen de uma série de pacientes do sexo masculino no Reino Unido que tiveram um diagnóstico de infecção pelo vírus Zika importado.Entre as amostras de sêmen iniciais de 23 pacientes, o RNA do vírus da Zika foi detectado em níveis elevados em 13 (56,5%) e não foi detectado em 9 (39,1%); e não foi possível determinar em uma amostra (4,4%). Após a infecção sintomática, uma proporção substancial de homens têm detectável o RNA do vírus Zika em números elevados no sêmen durante a convalescença precoce, sugerindo alto risco para a transmissão sexual.

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original e o blog ALAGOAS REAL

Fonte:https://wwwnc.cdc.gov/eid/article/23/4/16-1692_article



Comentários