Resultados obtidos confirmam que a vacina contra o Ebola oferece alta proteção

OMS : Os resultados do ensaio final confirmam que a vacina contra o Ebola oferece alta proteção 


GENEBRA - Uma vacina experimental contra o Ebola foi altamente protetora contra o vírus mortal em um grande ensaio realizado em Guiné, de acordo com resultados publicados hoje no The Lancet .

 A vacina é a primeira a prevenir a infecção de um dos mais letais patógenos conhecidos, e os resultados adicionam peso aos resultados do ensaio inicial publicado no ano passado.


A vacina, chamada rVSV-ZEBOV, foi estudada num ensaio envolvendo 11 841 pessoas na Guiné durante 2015. Entre as 5837 pessoas que receberam a vacina, não foram registados casos de Ebola 10 dias ou mais após a vacinação. Em comparação, houve 23 casos 10 dias ou mais após a vacinação entre aqueles que não receberam a vacina.

O estudo foi conduzido pela OMS, em conjunto com o Ministério da Saúde da Guiné, Médicos sem Fronteiras e o Instituto Norueguês de Saúde Pública, em colaboração com outros parceiros internacionais.

"Embora estes resultados convincentes cheguem demasiado tarde para aqueles que perderam a vida durante a epidemia de Ebola na África Ocidental, eles mostram que quando o próximo surto de Ebola atingir, não estaremos indefesos", disse Marie-Paule Kieny, Subdiretora-Geral da OMS para Saúde e Inovação, e autor principal do estudo.

O fabricante da vacina, a Merck, Sharpe & Dohme, recebeu este ano a designação Breakthrough Therapy da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos e o status PRIME da Agência Européia de Medicamentos, permitindo uma revisão regulatória mais rápida da vacina após a sua apresentação.

Desde que o vírus Ebola foi identificado pela primeira vez em 1976, foram notificados surtos esporádicos na África. Mas o surto de Ebola da África Ocidental 2013-2016, que resultou em mais de 11 300 mortes, destacou a necessidade de uma vacina.


Além de mostrar alta eficácia entre os vacinados, o ensaio também mostra que as pessoas não vacinadas foram indiretamente protegidas do vírus Ebola.


"O Ebola deixou um legado devastador no nosso país, e estamos orgulhosos de podermos contribuir para o desenvolvimento de uma vacina que impeça outras nações de suportar o que sofremos", afirmou o Dr. Keïta Sakoba, Coordenador da Ebola Response e Diretor da Agência Nacional para a Segurança da Saúde na Guiné.

Para avaliar a segurança, as pessoas que receberam a vacina foram observadas durante 30 minutos após a vacinação e em repetidas visitas domiciliares até 12 semanas mais tarde. Aproximadamente metade relatou sintomas ligeiros logo após a vacinação, incluindo dor de cabeça, fadiga e dor muscular, mas se recuperaram dentro de dias sem efeitos a longo prazo. Dois eventos adversos graves foram julgados relacionados à vacinação (uma reação febril e uma anafilaxia) e um foi julgado como possivelmente relacionado a (doença semelhante à influenza). Os três recuperaram sem efeitos a longo prazo.

Não foi possível coletar amostras biológicas de pessoas que receberam a vacina para analisar sua resposta imune. Outros estudos estão analisando a resposta imune à vacina, incluindo uma realizada em paralelo com o ensaio em anel entre os trabalhadores da linha de frente do Ebola na Guiné.

"Este ensaio histórico e inovador foi possível graças a uma colaboração e coordenação internacional exemplar, à contribuição de muitos especialistas em todo o mundo e a um forte envolvimento local", afirmou o Dr. John-Arne Røttingen, diretor especialista do Instituto Norueguês de Saúde Pública. Presidente do grupo de direção do estudo.

Em janeiro, a GAVI, a Vaccine Alliance, concedeu US $ 5 milhões à Merck para a futura aquisição da vacina, uma vez aprovada,e pré-qualificada com recomendações da OMS. Como parte deste acordo, a Merck comprometeu-se a garantir que 300 000 doses da vacina já estão disponíveis para uso de emergência até o licenciamento da vacina que no máximo ocorrerá até o final de 2017. A Merck também enviou a vacina para uso de emergência da OMS e Avaliação do Procedimento de listagem, um mecanismo através do qual as vacinas experimentais, medicamentos e diagnósticos podem ser disponibilizados para uso antes do licenciamento formal.

Estudos adicionais estão em andamento para fornecer mais dados sobre a segurança da vacina em crianças e outras populações vulneráveis, como pessoas com HIV. No caso de surtos de Ebola antes da aprovação, o acesso à vacina está sendo disponibilizado através de um procedimento chamado "uso compassivo" que permite o uso da vacina após o consentimento informado. A Merck e os parceiros da OMS estão trabalhando para compilar dados para oferecer suporte a aplicativos de licença.

Traduzido e editado pelo Blog Alagoas real
Se copiar ou criar link,é obrigatório citar a fonte
Do original e o blog ALAGOAS REAL
Fonte: http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2016/ebola-vaccine-results/en/



Reviewed - Resultados obtidos confirmam que a vacina contra o Ebola oferece alta proteção - por:
Mário Augusto em

Rating:

(5 out of 6)

Comentários